Coluna 1

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Reservas do Botafogo atropelam o Fluminense


O Fluminense tinha a melhor campanha, o centroavante da seleção brasileira e o embalo de sete vitórias consecutivas no Carioca. 
Do outro lado, o Botafogo entrou em campo com um time alternativo, poupando os titulares para a Libertadores da América. Melhor para a equipe de Eduardo Hungaro.

Com uma proposta de marcar com eficiência, o time se aproveitou da lentidão do Flu e venceu o clássico deste domingo por 3 a 0, válido pela 10ª rodada do estadual. Henrique, duas vezes, e Bolatti marcaram. Fred ainda perdeu um pênalti no fim.

Com o placar, o Botafogo mantém esperanças de se classificar para as semifinais da Taça Guanabara. O time tem 15 pontos e está a três do quarto colocado Vasco, que joga ainda nesta domingo, contra a Cabofriense. O Flu, por outro lado, vê o fim da sequência de sete vitórias consecutivas no Estadual, mas segue tranquilo na segunda posição, com 22 pontos.

O clássico começou, na verdade, pouco antes do árbitro João Batista de Arruda. O goleiro Diego Cavalieri fez uma marcação em cima da linha da pequena área e foi punido com cartão amarelo. Renato Gaúcho, Fred e Rafael Sóbis contestaram a decisão.

Quando a bola finalmente rolou, o Fluminense manteve mais a posse de bola e trocava passes no campo de defesa do Botafogo. Sem velocidade, porém, ficava preso facilmente na marcação do rival. A saída foi tentar pelo alto. E, em duas jogadas semelhantes, Fred balançou a rede duas vezes - ambas bem anuladas pela arbitragem, por impedimento.

Se faltava velocidade para o Flu, a paciência sobrava para o Botafogo. Com algumas saídas e ligações diretas, porém, o time conseguiu abrir o placar. Após lançamento para o campo de ataque, o lateral Bruno cortou mal para a entrada da área. 

Henrique, de primeira, emendou um chute de esquerda no contrapé do goleiro Diego Cavalieri. O Flu ainda ensaiou uma pressão, mas, bem bloqueado, não ofereceu perigo até o fim da primeira etapa.

Para os últimos 45 minutos, o técnico Renato Gaúcho tentou colocar mais velocidade no Fluminense, ao tirar Valencia e colocar o meia Wagner. Com mais 15 minutos de futebol burocrático, Renato fez outra aposta e colocou Walter no lugar de Sóbis.

O panorama da primeira etapa, então, se repetiu. O Flu, com a bola nos pés, pouco fazia. E o Botafogo, em duas saídas rápidas, liquidou a partida. Primeiro, aos 20 minutos, Jorge Wagner chutou, a bola rebateu na zaga e sobrou para Henrique chutar e marcar seu segundo gol no jogo. 

Apenas dois minutos depois, Júnior César cruzou e Bolatti, de primeira, acertou o ângulo esquerdo de Cavalieri para fechar o placar.

No fim, o Flu teve a chance de diminuir, após o árbitro marcar pênalti. Fred pegou a bola para a cobrança. Na primeira corrida, ele reclamou que o goleiro Helton Leite estava se adiantando. 

Quando chutou, colocou as mãos na cabeça: Leite defendeu.
Na próxima rodada, o Fluminense irá enfrentar a Cabofriense no Moacirzão. O Botafogo, no estádio Moça Bonita, recebe o Macaé. (msn/Esportes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário