Coluna 1

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Funcionário no aeroporto nega ter ficado com dinheiro

O funcionário de uma empresa terceirizada, responsável pelo setor de achados e perdidos do aeroporto de Belém, Marco Antônio Cavalcante de Oliveira, negou em depoimento à polícia, que tenha recebido qualquer valor da atendente de uma lanchonete, Gabriela Sena. 

Gabriela aparece nas imagens do circuito de segurança entregando um envelope ao funcionário, que segundo ela tinha a quantia de R$ 6 mil encontrados no banheiro do aeroporto. 

Marcos disse à polícia que o que a jovem entregou a ele foi um papel para que anotasse informações sobre o funcionamento do setor de achados e perdidos. A jovem também prestou depoimento hoje e reafirmou sua versão, reforçada pela amiga que a acompanhou no dia do fato. Uma acareação foi marcada entre os envolvidos no caso.

Na opinião do delegado Paulo Tamer, que preside o inquérito pela Delegacia do Aeroporto, mesmo com a negativa de Marco Antônio, as imagens são claras. 'Mesmo ele negando ter recebido qualquer importância financeira da menina e dizendo que o que tirou da gaveta foi a carteira de cigarro e não o bolo de dinheiro, as imagens contradizem a versão dele. 

A negativa não muda a situação dele, que será indiciado por apropriação indébita qualificada em razão de ter recebido o material pelo ofício que exerce', explica o policial.

Gabriela e a amiga, Jéssica Oliveira, confirmaram hoje à polícia a versão de que Gabriela entregou o dinheiro ao funcionário no setor de achados e perdidos. Agora a polícia fará uma acareação entre as partes, que está marcada para às 8h da sexta-feira (19), na Delegacia do Aeroporto. (ORM News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário