Coluna 1

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Homeopatia: Conheça os princípios e quando ela pode ser indicada

Hoje em dia, é comum entendermos que o corpo cria vários sintomas para alertar que não está bem. O corpo cria a febre, a inflamação e a dor, a fim de curar a si mesmo. Mas nem sempre o corpo consegue esta cura.  Por isso, a homeopatia é um dos mais poderosos grupos de medicamentos naturais disponíveis, que ajudam a aumentar a capacidade de cura do corpo.

O poder de cura da homeopatia
No Brasil, desde 1980 esta prática de medicina alternativa é reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina e, desde 2006, é utilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 
Mas o poder de cura da homeopatia já é reconhecido há muito mais tempo. Veja como a homeopatia pode ajudar a manter o equilíbrio do corpo e proporcionar diversos tipos de cura.

A homeopatia no mundo
A homeopatia é uma prática de medicina alternativa que ganhou o reconhecimento da classe médica, e foi criada há mais de 200 anos. Acredita-se que pelo menos 30% dos médicos franceses e 20% dos médicos alemães usem medicamentos homeopáticos em seus pacientes.

Além disso, 40% dos médicos britânicos encaminham seus pacientes para médicos homeopatas – isso pode ter relação com o fato de que a família real britânica tem usado e apoiado a homeopatia desde a década de 1830, despertando o interesse da população e dos especialistas.

Homeopatia é um tratamento preventivo e curativo
Diferentes dos medicamentos tradicionais, os quais são procurados para tratar alguns tipos de doenças, a homeopatia vai além da cura sintomática. Para a homeopatia, o indivíduo tem doenças, pois carrega um desequilíbrio que se manifesta de diferentes formas ao longo da vida.

Por isso, o clínico homeopata não investiga somente sintomas, mas considera o paciente como um todo: corpo e mente. 

E, para tratar, não considera apenas a cura da doença, e sim o corpo como um todo. Para isso, são usadas mais de 2.000 fórmulas extraídas de substâncias vegetais, minerais e animais, que promovem a estimulação do sistema imunológico.

A homeopatia é muito indicada em problemas dermatológicos, ginecológicos, gastrointestinais e respiratórios, mas especialistas em homeopatia dizem que a cura pode ir além destes problemas.

Princípios da homeopatia
A prática da homeopatia está fundada nos seguintes princípios:
- Lei do semelhante: este princípio indica que as substâncias são capazes de causar alguns sintomas em indivíduos saudáveis, que podem ser usados ​​como medicamentos para tratar pessoas com estes sintomas, mas causados por doença. Os medicamentos homeopáticos são destinados a orientar e estimular os mecanismos de autorregulação do organismo.

- Experimentação no homem são: a homeopatia acredita que as suas experiências com medicamentos devem ser feitas em homens saudáveis e sem nenhum tipo de enfermidade. 

Assim, as fórmulas podem ajudar as pessoas enfermas.
- Medicamento único: na homeopatia, recomenda-se usar apenas um medicamento de cada vez. Com isso, a escolha do medicamento é feita conforme a similaridade do maior número de sintomas que o paciente apresenta.

- Uso da dose mínima: diferentes dos medicamentos tradicionais, a homeopatia acredita que pode ser mais eficaz utilizar os ativos de forma diluída e agitar vigorosamente antes do consumo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário