Coluna 1

terça-feira, 30 de setembro de 2014

TV Liberal realiza debate com candidatos ao governo estadual

Os candidatos ao Governo do Estado do Pará se encontram hoje, no debate da TV Liberal, afiliada da Rede Globo em Belém, que será transmitido ao vivo, a partir das 22h40, após a novela “Império”, e mediado pelo jornalista Heraldo Pereira, da Rede Globo de Brasília. 

A previsão de término e para a meia-noite e 40 minutos, totalizando aproximadamente 1h50 de debate. Este será o último debate oficial dos candidatos antes do primeiro turno, no domingo, dia 5. 

O encontro seguirá o padrão Globo em todo o País e o critério de seleção dos candidatos que participam é a representatividade dos partidos na Câmara dos Deputados em 2010. Por este motivo, participarão somente os candidatos Simão Jatene (PSDB), Helder Barbalho (PMDB), Zé Carlos (PV), Marco Carrera (PSOL) e Elton Braga (PRTB). 

A transmissão deverá atingir cinco milhões de telespectadores em todo o Estado do Pará.
A grande novidade deste ano no debate da TV Liberal está na dinâmica das perguntas e respostas. O debate começa com o candidato escolhendo outro para responder a uma pergunta de tema livre. 

Cada candidato responderá por duas vezes, em um modelo diferente do que que foi utilizado no debate realizado no segundo turno da eleição para prefeito de Belém, em 2012, quando havia dois candidatos em disputa. 

A direção da TV Liberal reuniu os representantes dos candidatos na segunda-feira da semana passada, 22, na sede da empresa, para informar as regras do debate e também para sortear a posição dos candidatos no estúdio e a ordem das perguntas em cada bloco.

De acordo com as regras, o debate será dividido em quatro blocos: o primeiro e o terceiro serão de perguntas com tema livre; o segundo e o quarto blocos serão feitos de perguntas com tempo determinado, quando cada candidato fica com um tema sorteado, somando um total de 10 temas nestes dois blocos intercalados.

O quarto e último bloco será destinado para as considerações finais dos candidatos. Cada um deles terá 30 segundos para fazer a pergunta, um minuto e 30 segundos para responder, um minuto para a réplica e um minuto para a tréplica. Os candidatos que não comparecerem ao debate ficarão com o lugar vazio, identificados por uma placa com o seu nome.

“É importante mostrar ao eleitor a proposta dos candidatos, permitir a comparação. 
 Estamos em um momento significativo para o País, de discussões sobre corrupção, a agenda para os Estados e o debate da TV Liberal é, tradicionalmente, um momento de oportunidade para que o eleitor que está indeciso decida seu voto” afirmou o diretor de jornalismo da TV Liberal, Álvaro Borges.

Ele explica que o jornalista Heraldo Pereira apenas mediará o debate, deixando que as perguntas sejam feitas entre os próprios candidatos. O debate terá em torno de 1h30 de duração. 

Ainda seguindo as regras acordada pelos partidos, todos os candidatos assinaram um documento em que se comprometem a não usar imagens ou sons do debate na propaganda eleitoral.

A cadeia de transmissão contará com as oito geradoras de TV Liberal, localizadas nos municípios de Marabá, Paragominas, Castanhal, Tucuruí, Parauapebas, Redenção, Altamira e Itaituba, e ainda com as 144 retransmissoras da TV Liberal. 

Para o diretor superintendente da TV Liberal, Fernando Nascimento, esta é a oportunidade dos candidatos dialogarem com todo o Estado do Pará. “Essa é uma excelente oportunidade que a Rede Globo/TV Liberal concede aos candidatos de maneira democrática e equânime. 

Todos eles terão o mesmo espaço e oportunidade para expor sua visão de projeto e gestão do Estado. Enfim, apresentar de forma bastante compreensiva e objetiva para todos os telespectadores do Estado”. 

O cenário do debate que estava sendo montado na tarde de ontem pelos profissionais de Belém foi planejado especialmente pelo Departamento de Arte da Rede Globo para todo o Brasil. (O Liberal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário