Coluna 1

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Ministro dos Transportes anuncia investimentos no Pará

Os empreendimentos previstos para concessões no Pará, dentro do Programa de Investimentos em Logística (PIL) 2015/2018 do governo federal, foram apresentados pelo ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, nesta segunda-feira, 22, no auditório da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), em Belém.

No total, o investimento estimado na região alcança R$ 24,3 bilhões, que serão destinados para obras de modernização da infraestrutura de transportes do país. Entre elas estão os 973 km da rodovia BR 163/MT/PA, que vai de Itaituba, no Pará, a Sinop, no Mato Grosso. O trecho, com investimentos previstos de R$ 6,6 bilhões pela iniciativa privada, irá aumentar o escoamento de grãos pelos portos do Arco Norte - Itacoatiara (AM), Santarém (PA), Vila do Conde (PA), Itaqui (MA), Salvador (BA) e Ilhéus (BA). O leilão para a concessão está previsto para este ano.

Com relação as ferrovias que cortam o Pará, será beneficiada com a concessão do PIL a Ferrovia Norte-Sul, entre Barcarena, no Pará, e Açailândia, no Maranhão. Este trecho está no lote que engloba outro trecho da Ferrovia Norte-Sul, entre Palmas (TO) e Anápolis (GO). Os investimentos, com extensão total de 1.430 km, serão de R$ 7,8 bilhões. O empreendimento também irá impulsionar a saída de grãos e outros produtos pelos portos da região Norte para a exportação a outros países.

Outra ferrovia inserida no programa do governo federal fica entre Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, e Miritituba, no Pará. Com 1.140 km, o trecho ferroviário vai proporcionar o escoamento da produção agrícola da região Centro-Oeste pela hidrovia do Tapajós. O investimento previsto chega aos 9,9 bilhões. 

Para o vice-governador Zequinha Marinho, que representou o governador Simão Jatene na reunião, é fundamental discutir com empresários e outros setores da sociedade os avanços que contribuem para o desenvolvimento do Estado. “Considero muito positivo o fato de, em tempo recorde, termos recebido ministros de várias pastas tratando de temas da mais alta importância para nosso estado. Nós somos um grande estado pronto para produzir em todas as suas regiões”, salientou.

O ministro dos Transportes disse no encontro que o PIL irá contemplar obras prioritárias no estado trazendo benefícios para produção agrícola da região, interligando todos os modais. “Aqui, rodovias, ferrovias e o transporte de cabotagem vão trabalhar juntos para desenvolver o país. Com esse programa, o Pará terá mais oportunidades de desenvolvimento e competitividade”, ressaltou.

PIL - A apresentação dá continuidade à série de reuniões técnicas promovidas pelo Ministério dos Transportes nos estados envolvidos no programa. As primeiras reuniões foram realizadas na última sexta-feira, 19, em Florianópolis (SC) e Curitiba (PR). A nova etapa do PIL foi lançada no dia 9 deste mês e dá andamento ao processo de modernização em logística de transportes do país.

Segundo Antonio Carlos Rodrigues, a inclusão do estado do Pará no PIL tem como principal objetivo desenvolver a logística regional. “A cada ano que passa o estado é cada vez mais demandado e exige uma infraestrutura integrada para atender o escoamento da produção local e nacional”, disse o ministro.
Aurea Gomes - Vice Governadoria
Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário