Coluna 1

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Número de ocorrências atendidas pelo CBM foi maior na quarta semana do veraneio

O Corpo de Bombeiros Militar do Pará registrou 523 ocorrências nesta quarta semana do mês do julho. O número, embora tenha sido menor do que o apresentado no mesmo período do ano passado (589), foi maior do que os registrados na semana anterior (428) e incluiu casos de maior gravidade - uma morte por infarto em um balneário de Palestina do Pará e outras seis em um acidente na rodovia Transcametá -, além de três resgates em Operações Barreiras e um em Salinas, onde uma embarcação naufragou à altura da praia da Curvina.

As ocorrências mais graves envolveram a morte de José Sineis Rodrigues de Almeida, 55 anos, vítima de infarto em uma praia do município de Palestina do Pará, no último sábado, 25. Os guarda-vidas do posto montado no balneário tentaram reanimá-lo e ainda chegaram a encaminhar o banhista para um hospital da região, mas ele não resistiu.

Também no sábado, uma equipe do CBM participou do resgate à embarcação W. M. Pesca. De acordo com o proprietário, Waldemir Monteiro da Silva de 58 anos, o barco havia saído às 5h de Algodoal, no município de Marapanim, com destino a Salinas, após ter participado de uma regata no dia anterior, vindo a naufragar por volta das 9h30 em frente à praia da Curvina, em Salinas, com 14 pessoas a bordo. 

Todas foram retiradas e trazidas à terra firme. A operação de resgate mobilizou o helicóptero da Segup, um jet ski e um bote do Corpo de Bombeiros, além de diversas embarcações de pescadores locais.

Já no domingo, 26, o Corpo de Bombeiros atendeu a uma ocorrência de capotamento ocorrido por volta 15h14 no km 50 da rodovia Transcametá, e que vitimou seis pessoas de uma mesma família. O veículo em que estavam, um caminhão, perdeu a direção ao bater em um barranco. 

Apenas duas delas - o motorista Rodrigo Souza Santos e um bebe de 8 meses - chegaram a ser socorridos e levados a um hospital da região. As vítimas fatais foram Maria Sueli Souza Alves, 37 anos; Wemily Riana Mendes Alves, 3; Ana Maria Lopes, 40 anos; Ana Paula Alves Mendes, 20; Erica Vitoria Mendes, 12; Elizangela Souza Mendes, 29.

Já durante a operação de prevenção nas estradas estaduais, as viaturas de resgate foram acionadas para atender a três ocorrências: duas na barreira de Santa Luzia e uma na barreira de Nova Timboteua.

Os ferimentos de menor potencial, sanados com a realização de pequenos curativos, lideraram os atendimentos nesta quarta semana do veraneio, com 138 ocorrências. Já os casos de crianças localizadas, que passou de 95 na semana anterior para 103 nesta, ocuparam o segundo lugar no balanço, o que mostra a eficácia do trabalho intensivo de distribuição de pulseiras de identificação nos principais balneários do Estado. Os acidentes com animais marinhos e princípios de afogamento ficaram em terceiro lugar, com 88 e 59 casos registrados, respectivamente.

No balanço total dos atendimentos, o maior número de ocorrências ficou com o município de Salinas (133), seguido pelo distrito de Outeiro (45), Cotijuba (30), praia de Beja, em Abaetetuba (29), praia da Gaivota (29), Mosqueiro (28), Crispim (25), Caripi (22), praia da Aldeia, em Cametá (22), Porto de Moz (22), Marudá (20), Santa Maria das Barreiras (12), Ajuruteua (9), Algodoal (8), Peixe-boi (8), praia do Tucunaré, em Marabá (8), praia do Pontão, em Xinguara (8), Colares (7), Soure (7), Salvaterra (7), Caraparu (6), praia do Crente (6), São Miguel do Guamá (5), Ponta de Pedras (4), praia do Porco (4), Portel (4), praia do Porto (3), praia da Tapera (3), Cuipiranga (2), Baião (2), Água Boa (2), Sirituba (1), Joanes (1) e Senador José Porfírio (1).

O Corpo de Bombeiros atua no serviço de proteção balneária com um efetivo de mais 1007 homens, entre guarda-vidas e socorristas, em mais de 50 localidades do Estado. Outra frente de trabalho é o serviço de prevenção nas estradas, em que resgatistas da corporação atuam em pontos fixos nas barreiras de Santa Luzia, Nova Timboteua, Santa Maria, Salinas, Mosqueiro e Outeiro.  

No balneários, o CBM mantém um serviço de conscientização permanente dos veranistas quanto aos perigos relacionados aos acidentes aquáticos, com a distribuição de fôlderes e de pulseirinhas de identificação para as crianças.

Para as ações da Operação Verão, o CBM conta com um aparato logístico que reúne mais de 30 veículos de transporte, entre viaturas, unidades de resgate, motocicletas, embarcações, ônibus, viaturas de atendimento rápido e jipe. No atendimento aquático são utilizados caiaques, lanchas, pranchões, tubos de salvamento e nadadeiras.
Roclane Damasceno - Corpo de Bombeiros Militar
Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário