quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Cebola não deve ser guardada na geladeira

Embora existam muitas razões para "louvar" as qualidades da geladeira, ainda sim alguns alimentos realmente não precisam ser guardadas nela. Uma geladeira pode desidratar o pão, por exemplo, adoçar as batatas e endurecer o mel. E esta regra vale também para as cebolas, que não estragam por 30 dias se você armazenar da maneira certa, em um local seco, fresco e escuro, menos na geladeira.
Quando uma cebola é refrigerada, as temperaturas frias e úmidas da geladeira convertem o amido em açúcares, o mesmo que acontece com as batatas. As cebolas tendem a ficar mais moles ou murchas muito mais rápido. Elas também deixam um cheiro desagradável no refrigerador, e fazem tudo ficar com cheiro ou gosto de cebolas.

Em vez disso, mantenha as suas cebolas, vermelhas ou brancas, no saco de malha em que vieram, ou em uma bacia, em um lugar seco, fresco e ventilado na dispensa.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) sugere que a cebola seja guardada  entre 7º e 10º C , pouco acima do nível de refrigeração, mas, se você não conseguir encontrar um lugar fresco assim, elas se manterão por uma semana à temperatura ambiente.

Não armazene as cebolas em uma sacola, pois elas precisam de ar para respirar, e assegure-se de mantê-las separadas das batatas, que podem expelir umidade que acelera a decomposição da cebola. Esta regra de não guardar na geladeira não se aplica às cebolinhas ou cebolas verdes, já que elas têm um elevado teor de água e precisam ser refrigeradas.

Como um bônus, se você quiser reduzir a quantidade de lágrimas que rolam pelo seu rosto enquanto você as corta, a Associação Nacional das Cebolas, dos Estados Unidos, recomenda refrigerar a cebola por aproximadamente 30 minutos antes de cortar a parte de cima e descascar , sendo que devemos não tocar na extremidade da raiz, já que lá tem a maior quantidade de compostos sulfúricos que tendem a fazer os nossos olhos lacrimejarem.
(DOL com informações do site Brasilpost)

Nenhum comentário:

Postar um comentário