sábado, 19 de setembro de 2015

Concurso do Banpará inscreve até quarta-feira

Os concursos públicos são uma forma segura e promissora de ingressar no mercado de trabalho e ter uma carreira profissional, a partir do ensino médio. E uma boa oportunidade é o concurso do Banpará, que está ofertando 40 vagas entre Técnico de Nível Médio e de Nível Superior, mais a formação de cadastro de reserva. Os salários variam de R$ 1.796,45 a R$ 4.727,65, para uma jornada semanal de 30 horas. As inscrições se encerram na próxima quarta-feira, 23.

Os concursos públicos, na maioria dos casos, não exigem experiência anterior do candidato. A avaliação do candidato é baseada, apenas, nos resultados obtidos nas provas do certame.
Marcia Miranda, diretora administrativa do Banco do Estado do Pará, afirma que a opção de fazer um concurso público como o do Banpará, e ser aprovado, é uma oportunidade única de trabalhar em uma empresa sólida e lucrativa, em plena expansão e com a total confiança do mercado.

“Como funcionária do Banco, há muitos anos, e hoje diretora, vejo que o Banpará oferece muitas oportunidades de carreira. O Banpará é um ‘celeiro de oportunidades’ como costumamos dizer, pois proporciona crescimento profissional desde o ingresso do candidato na empresa, ocasião em que recebe a capacitação necessária para desempenhar a função de Caixa”, destacou a diretora.

A capacitação dos funcionários ocorre de várias formas: por meio de treinamentos e do Programa de Desenvolvimento Educacional do Banpará-PDEB, benefício oferecido aos funcionários que buscam uma graduação ou uma especialização.

Benefícios - Conquistar uma vaga de emprego hoje não é fácil. São milhares de candidatos à procura de trabalho e da tão sonhada estabilidade financeira. Além de uma carreira sólida e do desenvolvimento profissional, o candidato tem como atrativo os benefícios garantidos pelo Banpará, tais como: participação nos lucros e resultados – PLR,  vale-alimentação, vale-refeição, vale-transporte, vale-cultura, plano de saúde e odontológico, previdência privada, dentre outros.

Fábio Santos, 38 anos, faz parte do quadro de funcionários do Banpará há 11 anos. Começou como estagiário em 1997, e hoje ocupa o cargo de Superintendente de Acompanhamento, Cobrança e Recuperação de Crédito. Fábio entrou para estagiar no Banco durante a graduação em contabilidade. 

Com a conclusão da faculdade, prestou concurso e, durante dez anos, atuou em agência do Banco, como gerente de negócios e depois gerente geral. Na busca por melhor posição na empresa, fez uma especialização custeada pelo Banco, em gestão empresarial pela FGV. “Estava participando do processo seletivo para gerente regional e, na ocasião, surgiu o convite para o cargo de superintendente”, afirma. 

Atualmente gerente de Projetos, Fabiannie Bergh, 32 anos, começou a carreira no Banco como estagiária, em 2007. Com o término do estágio, resolveu fazer o concurso, e em 2011 voltou a fazer parte do quadro de funcionários. “Comecei como técnica bancária e logo depois fui para a Superintendência de Administração de Crédito, atuar como agente de área”, lembrou Fabiannie. 

Formada em comunicação social, ela foi convidada para atuar no Núcleo de Marketing e Comunicação Institucional do Banco. Aproveitou a oportunidade e buscou especialização em marketing, pela FGV, pós-graduação custeada pelo Banpará.

Guilherme Santos, 23 anos, atua como design gráfico da empresa terceirizada Intercom do Banpará. Com a abertura do concurso público do Banco, Guilherme dedica, em média, 4 horas por dia para estudar. A partir do mês que vem a corrida contra o tempo fica mais acirrada e a ansiedade aumenta. “É a primeira vez que estudo para um concurso. O mês está acabando e a ansiedade vai aumentando. 

Espero poder fazer parte do quadro de  funcionários do Banpará, pois vejo que as oportunidades de crescimento profissional são muito grandes”, afirma. Formado em Design de Produtos, o jovem estuda a partir de provas antigas e de vídeo-aulas. 
O Banpará informa que o horário da prova foi alterado para: início às 14 horas, término às 18 horas.
Yedda Bevilacqua - Banco do Estado do Pará
Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário