quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Dia do Médico Veterinário: conheça a profissão

Das inúmeras profissões que envolvem o meio ambiente, certamente o médico-veterinário está entre as mais importantes por atuar na preservação da riqueza da fauna existente no planeta. Em 9 de setembro, comemora-se o Dia Nacional do Médico Veterinário, ou simplesmente, Dia do Veterinário. E nesta data especial, nada melhor do que conhecer um pouco mais sobre essa profissão.
A data celebra os profissionais responsáveis por cuidar da saúde dos animais, sejam eles de estimação, como cachorros e gatos, ou selvagens, como leões e onças. Os veterinários também ajudam a diminuir a propagação de doenças transmitidas por animais para os seres humanos.

Formada há quase seis anos em medicina veterinária, Ellen trabalha no Bosque Rodrigues Alves Jardim Zoobotânico da Amazônia. Apaixonada por animais, ela fala com prazer do dia a dia da profissão. “Aqui (no Bosque) o veterinário é responsável por tudo que é relacionado aos animais. 

As atividades incluem o enriquecimento ambiental, que é quando tentamos ambientar o recinto o mais próximo possível da natureza; a parte de nutrição, que é alimentação dos animais de acordo com a necessidade de cada um; a parte clínica,  que é quando o animal apresenta alguma anormalidade de comportamento e verificamos as causas; além da profilaxia, que são medidas que tomamos para evitar que as espécies adoeçam”, detalha a veterinária.

Entre os desafios da profissão, Ellen Eguchi cita a dificuldade em sensibilizar os visitantes e a comunidade sobre a necessidade de preservar e não maltratar os animais. “Muitas pessoas chegam aqui e querem alimentar os bichos, pois acham que eles não comem. Outros jogam tampinhas, plásticos e outros objetos. Isso tudo prejudica eles. Então diariamente é um desafio conscientizar esses visitantes que os animais recebem sim a alimentação adequada de acordo com a necessidade de cada um”, explica. 

Além da graduação em Medicina Veterinária, Ellen Eguchi cursa doutorado em Saúde e Produção de Animais da Amazônia, pela Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra). Ela conta porque escolheu a profissão. “Eu não tive dúvida na hora de escolher. Muita gente fala que não vai fazer medicina veterinária, porque não é fácil. E realmente não é, mas se a pessoa se dedicar, assim como eu, se torna mais fácil e apaixonante. Tanto que pretendo cada vez mais me engajar nas causas animais, seja na carreira acadêmica ou profissional”, afirma.

Na avaliação da veterinária, muitos visitantes do Bosque Rodrigues Alves têm uma visão distorcida dos animais do local. “Infelizmente muitas pessoas não dão tanta importância para a fauna. Os visitantes acham que os animais só tem característica de exposição, mas não é assim. Todos têm que lembrar que eles são serem vivos e precisam de atenção. Eles não são objetos. Então eu fico pensando, como que alguém pode conseguir maltratar um animal. Eu realmente não entendo”, diz Ellen Eguchi.

Origem do Dia do Veterinário
No Brasil, o Dia do Médico-Veterinário é comemorado em 9 de Setembro porque foi exatamente nessa data, em 1933, que o então presidente do Brasil, Getúlio Vargas, assinava o Decreto Lei nº 23.133, que regulariza a profissão e o ensino da medicina veterinária no país. Mesmo sendo oficializado apenas em 1933, os cursos de formação em veterinária já existiam no Brasil desde 1910. 
(DOL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário