sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Crise corta contratações temporárias pela metade este ano

A crise econômica continua provocando reflexo no mercado de trabalho. Pesquisa do Dieese (Departamento de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) mostra que ela também provoca reflexos nas contratações temporárias. Este ano a estimativa é que sejam gerados apenas metade dos empregos temporários do mesmo período do ano passado, quando foram gerados 8 mil postos.

De acordo com o levantamento do instituto de pesquisa, estas contratações deverão envolver vários setores econômicos como indústria, serviços e principalmente o comércio (incluindo o setor supermercadista e os Shoppings). Este ano segundo informações dos setores empresariais ouvidos pelo Dieese, o perfil das contratações poderá alcançar em muitos casos o período de três meses, sendo de novembro de 2015 a janeiro de 2016.

Fazendo uma retrospectiva, no início dos anos 2000 o número de contratações temporárias de final de ano chegou a 3.200 trabalhadores na Grande Belém. A expectativa agora é para os principais setores econômicos do Estado (principalmente o comércio, indústria e serviço) tenham crescimento, com aumento das vendas principalmente no final de ano e que o mercado de trabalho volte a ter crescimento.
(ORM News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário