quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Emprego na agropecuária tem alta de 1% no Pará

O emprego formal no setor agropecuário no Pará teve crescimento de 1,02% no mês de setembro, segundo estudo divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socieconômicos no Pará (Dieese/PA) nesta quinta-feira (29). O Estado teve saldo positivo de 568 postos de trabalho no período.

Na análise dos dados da região Norte, o Pará é seguido pelo Amazonas com saldo de 58 postos de trabalho, Rondônia com 51 postos, Roraima com 35 postos e Amapá com 18 postos. Os Estados com maior queda foram Acre (67) e Tocantins (25). O crescimento registrado na região foi de 0,64%.

No acumulado do ano, entre janeiro e setembro, o setor apresentou queda de 0,89% na geração de empregos no Pará. Foram feitas 26.753 admissões contra 24.401 desligamentos, com saldo de 2.352 postos. Na região, o Estado do Amazonas teve melhor desempenho com saldo de 652 postos de trabalho, seguido de Rondônia com 447, Tocantins com 295, Acre com 99, Amapá com 87 e Roraima com 44. Só o Pará teve queda na geração de empregos. 

De janeiro a setembro, o crescimento registrado pelo setor ficou em 1,12%.
A observação dos dados dos últimos 12 meses mostrou o Pará com decréscimo de 4,71% e saldo negativo de 2.784 postos de trabalho. Na região a queda foi de 2,50% e saldo de menos 2.577 postos de trabalho.
ORM News

Nenhum comentário:

Postar um comentário