quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Grupo de executivos visita Santarém para instalação de porto e complexo fabril

O prefeito Alexandre Von recebeu nesta quinta-feira (08/10), uma comitiva de representantes do governo do estado e o Presidente Internacional do grupo argelino CEVITAL, Issad Rebrab. Desde outubro de 2013, o grupo articula a instalação de um porto e um complexo fabril, que deverá compor 6 indústrias dentro do setor agro-alimentício que tem como base o beneficiamento de soja e do milho. 
Os executivos chegaram no final da manhã, acompanhados do Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, mineração e energia Adnan Demachki, e do presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará CODEC, Olavo das Neves.

Visitaram a região do Maicá, e a estrutura portuária da Cargill, acompanhados de empresários e secretários municipais ligados ao setor produtivo. Já está definido o local onde será instalado o projeto, a área destinada para o investimento, às margens do Rio Amazonas, é de 800 hectares. O processo de habilitação está em andamento.

A CEVITAL atua em múltiplas atividades, mas o interesse do grupo é em empreendimentos portuário e industrial, com proposta de valor agregado à produção de grãos produzidos no Centro-Oeste brasileiro. Quando estiver implantada, as atividades serão desenvolvidas, inicialmente, a partir da instalação de Terminal de Uso Privativo (TUP), esmagamento de grãos e beneficiamento de ração animal.

O prefeito Alexandre Von aposta na proposta do grupo. “Enche-nos de expectativa poder recepcionar um empreendimento com esse da CEVITAL, sobretudo porque o beneficiamento de grão, vai apresentar alternativa de valor agregado, que reflete no fortalecimento da economia e na geração de emprego e renda”, avaliou.

De acordo com dados fornecidos pelo setor produtivo existem 60 mil hectares de soja plantados em Santarém, Belterra e Mojuí dos Campos, representando uma produção de 200 mil toneladas/ano. O plantio de 40 mil hectares de milho, resultam na produção anual de 160 mil toneladas do produto.CCOM/PMS

Nenhum comentário:

Postar um comentário