sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Duas mulheres são mortas em tentativa de resgate de presos em Belém

Duas mulheres, identificadas como Etsuko Saito Noguchi e Emiko Shiguetomo, que estavam em uma pick up prata na rodovia BR-316, em Americano, foram mortas por bandidos que roubaram o veículo para fugir após uma tentativa de resgate de presos no CRPP I I(Centro de Recuperação Penitenciário do Pará II), no Complexo de Americano, na tarde de ontem quinta-feira (12). Hironobu Noguchi, que também estava no veículo, foi baleado e encaminhado para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua. 

Também no Metropolitano, o policial militar Ricardo da Silva Matheus, atingido no confronto, passa por exames. O estado de saúde dele é estável.  As duas mulheres que morreram seriam proprietárias do restaurante japonês Fruteira Rural, que fica em Benevides.  

Segundo informações da Polícia Militar de Castanhal, três bandidos também foram mortos e um foi ferido durante a troca de tiros com policiais próximo à portaria de entrada do presídio. Quatro agentes penitenciários foram mantidos como reféns pelos detentos por cerca de três horas, após a tentativa de resgate. Eles foram liberados por volta das 18h15 da noite desta quinta-feira. O juiz Cláudio Rendeiro,  titular da 1ª Vara da Capital, esteve no local e negociou com os presos.  

Policiais Militares da Rocam (Rondas Ostensivas Com Apoio de Motocicletas), de Castanhal, encontraram um táxi abandonado na rodovia BR-316, com uma arma e várias munições,  que possivelmente seria utilizado por bandidos no resgate aos presos. Investigadores da Polícia Civil de Santa Izabel do Pará estão no local. Um helicóptero do Graer (Grupamento Aéreo da Polícia Militar) também foi enviado para dar apoio nas buscas. 

O trânsito já foi liberado no trecho da BR-316, mas a PRF (Polícia Rodoviária Federal), registrou quatro quilômetros de trânsito lento. 

Em nota, a Susipe informou que ação começou por volta de 14h30, quando os agentes estavam trancando as celas do CRPP II.  Cerca de 80 presos do bloco 2 começaram a tomar a cadeia de posse de armas e fogo e fizeram os quatro agentes como reféns. A Susipe disse ainda que o Complexo Penitenciário de Santa Izabel teve a segurança reforçada com homens do Choque, COE e Rotam. (ORM News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário