quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Especialista destaca mineração sustentável em Juruti

Luis Enrique Sanchez, professor titular da Escola Politécnica da USP, conheceu as operações da Alcoa e conferiu como o município tem tratado o tema sustentabilidade
Juruti tem colocado em prática boas iniciativas para desenvolver um modelo de mineração sustentável. A avaliação é de Luis Enrique Sánchez, professor titular da Escola Politécnica da USP (Universidade de São Paulo). Este mês, ele esteve no município paraense para conhecer as operações da Alcoa e ver de perto como Juruti tem tratado o tema sustentabilidade.
Sánchez visitou o porto e mina da Alcoa Juruti e conheceu em detalhes as operações da empresa. Especialista em planejamento e avaliação de impactos ambientais, ele deu atenção especial às atividades de recuperação de áreas mineradas. A visita a Juruti, aliás, foi motivada pelo apoio da empresa à pesquisa de doutorado de Josianne Rosa, intitulada “Avaliação dos resultados de programas de recuperação de áreas degradadas na mineração por meio de serviços ecossistêmicos”, realizada com apoio da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

“A Alcoa tem procurado aplicar técnicas de recuperação de áreas degradadas com grande potencial de alcance de resultados em um curto espaço de tempo, com perspectivas bastante positivas”, comentou Luis Enrique Sánchez, que é considerado uma das referências nacionais em avaliação de impactos ambientais da mineração. Segundo o especialista, a atuação ambiental da Alcoa está alinhada às boas práticas internacionais.

Além da visita à empresa, Luis Enrique Sánchez participou de uma mesa-redonda com moradores de Juruti promovida pelo Conjus (Conselho Juruti Sustentável). Realizado na sede da ACEJ (Associação Comercial e Empresarial de Juruti), o evento discutiu os desafios das empresas, da sociedade e comunidades locais na utilização dos recursos minerais de forma sustentável, aliando a conservação do capital natural e os direitos das comunidades.

Para o presidente do Conjus, Assunção Mascarenhas, as temáticas abordadas foram esclarecedoras. “São temas atuais que permitem a sociedade fortalecer o entendimento em relação à atividade minerária e saber mais sobre crescimento sustentável”, comentou.
 Fabiana Gomes
Analista de Comunicação | Temple Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário