quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Programa da Alcoa qualifica mão de obra em Juruti

São 105 alunos que passam pela capacitação, que terá duração de 11 meses e carga horária de 836 horas
 Com objetivo de qualificar a mão de obra local, a Alcoa iniciou mais uma etapa do Programa de Formação de Operadores (PFO) em Juruti, município do oeste paraense onde possui operações de bauxita. São 105 alunos que participam da capacitação, que terá duração de 11 meses e carga horária de 836 horas, sendo 596 delas voltadas para aulas teóricas e 240 para estágio prático na empresa.
 Realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o PFO estimula os alunos a desenvolverem competências básicas para trabalhar na indústria em geral e, em particular na mineração, levando em consideração a vocação mineral existente no Pará. As aulas acontecem no Senai em Juruti. Mais de 90% dos alunos são paraenses, dos quais 65% são jurutienses.

“A grande importância do curso é que ele forma profissionais para o mercado de trabalho em geral e não apenas para trabalhar na Alcoa. Outra vantagem é que as pessoas já entram com um diferencial, se compararmos com um candidato que não tenha tido esta formação”, avalia Rogério Ribas, gerente de Recursos Humanos e Assuntos Institucionais da Alcoa Juruti.

Adrian Rúbio Pinto, 25, participa pela primeira vez do PFO. Ele conta que o programa será uma boa oportunidade para conseguir uma recolocação no mercado de trabalho. “Vários amigos meus já passaram pelo PFO e hoje estão em excelentes postos de trabalho. Como agora estou desempregado, estou me dedicando totalmente aos estudos e acredito que terei, brevemente, uma nova oportunidade”, afirma.
 Fabiana Gomes
Analista de Comunicação |Temple Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário