sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Operação Boas Festas 2015 reforça a segurança em todo o Estado

A Polícia Militar iniciou nesta sexta-feira, 4, a Operação "Boas Festas 2015", em parceria com os demais órgãos do Sistema de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Pará. O objetivo é garantir a segurança da população no período natalino e de início do ano novo. Para isto, serão desencadeadas ações de policiamento ostensivo e atividades diversas de prevenção e de fiscalização, tanto na capital quanto no interior do Estado. 

Ao todo, cerca de 300 policiais militares irão reforçar o policiamento em pontos estratégicos da Região Metropolitana de Belém e em cidades de grande movimentação do interior. A ação é a segunda maior do ano, ficando atrás apenas da Operação Verão na Paz.

Durante a operação, todo o aparato da polícia será empregado - viaturas, motocicletas, bicicletas, ações a pé, em embarcações e nas aeronaves -, tudo para impedir e sempre que necessário, reprimir, a criminalidade e um de seus braços mais efetivos, o tráfico de drogas e o uso e porte ilegal de armas de fogo. Neste primeiro momento, a ênfase será nas áreas comerciais e corredores de vendas, áreas bancárias, loterias e estabelecimentos afins, e outras áreas de grande fluxo de pessoas. Cerca de 250 poli ais reforçam o policiamento na capital, além do quantitativo já existente no policiamento ordinário. No interior, esse reforço será de 50 homens.

Além da presença urbana, nas regiões de grande atração de público, como nos balneários e locais de atração turística, entre eles, o distritos de Mosqueiro, Outeiro, Icoaraci, na Região Metropolitana, e outros pontos nas Regiões do Salgado, do Arquipélago do Marajó, a presença da Polícia Militar e dos demais órgãos de Segurança Pública se dará, inclusive, nas vias de acesso e no monitoramento aéreo, por meio do Grupamento Aéreo. Além disso, a mesma estratégia das ações preventivas e de fiscalização nos rios e cursos d’água será adotada pelo Grupamento Fluvial.

Na prática, a Operação Boas Festas se efetiva com o aumento significativo de policiais nas ruas. Com isso, será aumentado o número de abordagens a pessoas, coletivos, motocicletas, transportes alternativos, por meio de barreiras policiais, revistas veiculares, incursões de tropa, ampliação dos postos de parada de viatura, de pontos de observação, monitoramento e várias outras ações que visem à fiscalização e a presença ostensiva da Polícia Militar. 

A meta é prevenir ações delituosas, além da composição de força tarefa em fiscalizações de outros órgãos que também atuam no campo da Segurança Pública.

Cuidados – Para o coronel Sérgio Alonso, coordenador da operação, a parceria com a população é fundamental para o sucesso dos trabalhos. Para o coronel, ela se efetiva com a atenção das pessoas a todo o momento, evitando atitudes que fragilizem a segurança pessoal ou coloquem em risco seus recursos e patrimônio. Ele reforça o cuidado, sobretudo, ao transportar dinheiro, objetos pessoais, sacolas com compras, bolsas, joias e carteiras. A atenção deve ser redobrada também ao fazer saques em caixas eletrônicos.

Outra dica é evitar deixar sacolas e bolsas na parte envidraçada de veículos. Sempre que possível é recomendado andar acompanhado. Além disso, sempre que tiver conhecimento ou presenciar atitudes suspeitas de pessoas ou grupos, movimentações suspeitas em estabelecimentos diversos, a população pode e deve ajudar a polícia ligando para o 181 – Disque Denúncia, ou mesmo acionando o CIOP (Centro Integrado de Operação), através do 190, em caso de emergência. “Estamos prontos para garantir a segurança de todos, mas a responsabilidade e a participação de cada um também são fundamentais neste processo”, reforça o coronel Alonso.

Todos os comandos da PM estão envolvidos nas atividades da Operação, que abrange ainda Batalhões, Companhias, Pelotões, Postos de Policiamento e Unidades Integradas; do Comando de Policiamento da Capital, da Região Metropolitana, aos 10 outros Comandos Regionais, além dos Comandos de Policiamento Especializado, de Missões Especiais e Companhia de Comando e Serviços do Comando Geral. 

As atividades contam, ainda, com o apoio do Corpo Militar de Saúde e do Centro de Psicologia e Assistência Social. Já os levantamentos e informações, ficam a cargo do Serviço de Inteligência.
Leno Carmo - Polícia Militar
Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário