sábado, 26 de dezembro de 2015

Vendas de natal caem 1% nos shoppings, segundo Alshop

Os lojistas dos shoppings viram as vendas minguarem 1% neste natal na comparação com 2014, segundo divulgou a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) neste sábado. O resultado é o pior já registrado para o período nos últimos 10 anos. Em entrevista ao GLOBO na véspera do natal, a entidade previa queda de 3%.

A entidade também divulgou o resultado anual das vendas dos shoppings. De janeiro a dezembro, o resultado ficou positivo em 1,07% em relação a 2014. “As vendas em 2015 incluindo os 19 novos shoppings, galerias, shoppings de atacado e rotativo que já existiam e passaram a informar suas vendas foi de R$ 145,0 bilhões”, informou.

A Alshop atribuiu o forte recuo no resultado do natal à difícil situação econômica do País. Crédito escasso, juro alto, aumento do dólar que eleva os preços em vários segmentos do varejo, inflação alta, insegurança dos consumidores e dos empresários, desemprego maior, carga tributária elevada e o fim de incentivos fiscais são os tópicos pontuados pela entidade.
“Assim sendo os gastos com presentes neste Natal de 2015 foram inferiores ao ano anterior”, justificou, em nota a Alshop. (O Globo)

Acompanhando os dados ruins de vendas, as contratações de empregados temporários também caiu neste ano em relação a 2014: foram 96 mil colaboradores contratados em 2015 contra 138 mil do ano passado, redução de 30%. 

“Nessa massa de contratações temporárias, o mercado varejista excepcionalmente neste ano, deverá absorver 15% ou 14 mil desses temporários em contratações definitivas para suprir futuras expansões e substituição de funcionários que tenham apresentado desenvolvimento insatisfatório”, detalhou a entidade.

Neste ano, 60% dos consumidores entrevistados informaram que pretendiam presentear alguém neste ano. Já sobre o valor médio das compras, quase a metade dos brasileiros pretendia desembolsar R$ 110 por presente e 20%, entre R$ 111 e R$ 200. No ano passado, a intenção de gasto médio superava R$ 120.

Entre os meios de pagamento, as vendas natalinas nos shoppings foram realizadas: 55% com cartões de crédito e débito; 25% com cartão próprio ou carnês das lojas; 10% com cheques e 10% em dinheiro.

Por setor
O setor de perfumaria e cosméticos foi o segmento que despontou com crescimento no natal e apresentou alta real nas vendas de 3,70% na comparação anual. Já o segmento de vestuário teve retração de 5,80%. 

Os produtos eletroeletrônicos, que têm componentes importados, “sofreram com a alta do dólar durante o ano e também com a redução do incentivo fiscal principalmente na linha branca e tiveram seus preços elevados e apresentaram queda real de 2,0% sobre 2014”, explicou a Alshop.

Nenhum comentário:

Postar um comentário