sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Calouros da rede estadual comemoram aprovação no vestibular da UFPA

A manhã desta sexta-feira (22) foi de festa para os calouros das escolas públicas estaduais em Belém e interior do Estado, com a aprovação no processo seletivo da Universidade Federal do Pará (UFPA), para ingresso em cursos do ensino superior. O listão da UFPA foi divulgado por volta das 9 horas. Neste horário, os alunos da rede estadual que fizeram provas do vestibular da instituição concentraram-se nas escolas para acompanhar, pelas emissoras de rádio, a relação dos candidatos aprovados. 

A medida que ouviram seus nomes no listão, os estudantes gritaram e comemoraram muito com os colegas de escola e professores, com direito a banho de trigo e ovo, colorau e laço de jornal na cabeça e muita marchinha de carnaval e fogos de artifício.

Foi assim na Escola Estadual Pedro Amazonas Pedroso, no bairro do Souza, em Belém. A diretora Dirceleide Pinto e um grupo de professores da escola organizaram tudo: balões azuis nas paredes, rádio e caixa de som no pátio de entrada da escola e cartazes comemorativos dos calouros. Com toda a “galera” do 3º ano do Ensino Médio e de outras séries da escola reunida na área da escola, começaram a surgir os calouros do Pedroso na UFPA.

Feras - Um deles comemorou muito: Anderson Ferreira Sanches, 18 anos, que foi aprovado hoje (22) no curso de Direito vespertino, mas já tinha conquistado o primeiro lugar em Nutrição da UFPA, via Sistema de Seleção Unificada (Sisu). “Eu estou duplamente feliz. É meu primeiro vestibular. Vou comemorar muito com meus amigos”, declarou o jovem ao saber da aprovação. Anderson preparou-se para as provas somente estudando na Escola Pedro Amazonas Pedroso.

Outro calouro feliz da vida é Oséas Dias Duarte Júnior, 2º lugar em Psicologia na UFPA, via Sisu, e aprovado hoje em Economia. “Além dos conteúdos, os professores nos orientaram muito, tivemos uma preparação excelente na escola”, afirmou Oséas.

Letícia Cristina Fernandes da Costa, 18 anos, foi aprovada em Biotecnologia na UFPA e chorou muito ao ouvir seu nome no listão. “Nós vamos levantar o total de estudantes aprovados, mas desde já estamos felizes com a aprovação deles, que se empenharam nos estudos e interagiram com os nossos professores, dedicados na preparação das turmas’, afirmou a diretora Dirceleide Pinto. A divlgaçao do listão da UFPA foi acompanhado pela secretária de Estado de Educação, Ana Claudia Hage, secretários adjuntos e profissionais da Diretoria de Ensino Médio e Educação Profissional da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Presente
Lucas Barbosa Martins completa 17 anos hoje e ganhou de presente a aprovação no curso de Biologia da UFPA, além de ter sido primeiro colocado no Sisu de Engenharia Florestal na Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra). “Foi um ano cansativo em 2015, mas valeu muito a pena”, afirmou, no meio da festa.
Comemoraram muito a aprovação as calouras Luiza Marlene Oliveira Dias, 16 anos, em Engenharia Biomédica, e Laís Oliveira Cesar, 17 anos, em Dança. Os calouros agradeceram ao grupo de professores do Cursinho Turbinado da Escola Pedro Amazonas Pedroso, que ministram aulas nos finais de semana e feriados para turmas do 3º ano do Ensino Médio.  

Só alegria
Na Escola Visconde de Souza Franco, no bairro do Marco, houve festa de calouros. Marcelle Cristine Silva Souza, 17 anos, comemorou aprovação no Sisu para o curso de Licenciatura em Química no IFAC do Estado do Acre. “Eu também vou aguardar o listão da UEPA (Universidade do Estado do Pará)”, afirmou Marcelle, toda suja de trigo na comemoração na escola.

Foi o professor de Geografia Sérgio Saraiva, perto da diretora Marilena Guimarães, quem cortou com uma tesoura o cabelo do calouro Lucas Carmevale Machado, 18 anos, aprovado em História da UFPA, em Geografia no Sisu IFPA e aguardando por História na UEPA. “Eu atribuo a aprovação a minha dedicação, apoio do pessoal daqui, do Pedroso”, ressaltou Lucas.

Foram também aprovados Layse Daiane Nascimento de Jesus 18 anos, em Letras na UFPA e em Ciência da Computação na UFRA; Mariele Caroline Cruz da Trindade, 17 anos, em Engenharia de Alimentos; Amanda de Oliveira Ferreira, 17 anos, em Matemática na Universidade da Amazônia (Unama) e aguarda pelo mesmo curso na UEPA, e Bruno Luan Barbosa Nonato, 17 anos, em Engenharia de Pesca,  na UFRA, via Sisu.

Parcerias - Vinte estudantes da Escola Augusto Meira foram aprovados na UFPA, em instituições particulares de ensino e no Sisu.  A aluna Ana Caroline Corrêa Pinto passou em Pedagogia na IFPA, no Sisu. Euclides Rodrigues Gomes Júnior, 20 anos, passou em Licenciatura em Matemática na UFPA e ganhou um banho de ovo e trigo hoje.

O antigo aluno da Escola Augusto Meira, Waldemar Júnior Dias Coimbra, 19 anos, compareceu à escola para comemorar a aprovação em Ciência da Computação na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). “Eu estudei no Augusto Meira até o começo de 2015, mas depois continuei frequentando as aulas como ouvinte e acabei passando no vestibular agora, no Sisu”. Em 2015, Waldemar foi aprovado em Ciência da Computação na Unama, mas não cursou.

A Seduc está totalizandoo número de alunos da rede pública estadual aprovados na Universidade e em outros processos seletivos. A preparação dos estudantes do Ensino Médio nas escolas estaduais abrangeu iniciativas da Seduc, como o Guia do Estudante, avaliações sistemáticas (simulados), teleaulas e uma programação aulões do Pro Paz em parceria com a Seduc, entre outras ações estratégicas.

Estudantes de Benevides e Marituba comemoram aprovação no vestibular
Para cerca de 70 estudantes das escolas estaduais localizadas nos municípios de Benevides e Marituba a tarde desta sexta-feira (22) foi reservada para comemorar as aprovações nos vestibulares. A programação foi organizada pela 20ª Unidade da Seduc na Escola (USE 20) e pelos professores da Rede que participam do projeto Padrão, que incentiva os jovens a apostarem em uma vaga nas universidades.

Laryssa Mota, de 17 anos, que concluiu o Ensino Médio na Escola Estadual Otávio Meira, em Benevides, foi uma das que se juntou ao grupo de estudantes que comemoravam a aprovação no curso de Biologia, na Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA). A garota sonhava em fazer Medicina na Universidade Federal do Pará (UFPA), mas disse que passar na UFRA já é a realização de um sonho. “Estou muito feliz porque fiquei em 2º lugar das 10 vagas da cota”, disse a caloura, que ainda espera ser chamada para o curso de Biomedicina na repescagem da federal.

A brincadeira rolou solta pelas ruas do centro de Benevides, onde os calouros se concentraram com o grupo de professores e familiares. Não faltou quebra de ovos, trigo, raspagem de cabelo, música para animar a festa e a leitura com os nomes dos aprovados. Os que chegavam após comemorar a aprovação em casa, logo ganhavam cartazes com o curso e a instituição de ensino em que foram aprovados, junto com as camisas do projeto Padrão.

Também da escola estadual Otávio Meira, Charles Kiyoshi, que já havia passado em Medicina, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), comemorou mais uma vitória com a aprovação em Engenharia Elétrica, na UFPA. Em breve, o jovem também espera receber mais um resultado positivo com a saída do listão da Universidade do Estado do Pará (UEPA). 
“Fiquei satisfeito por atingir a média para passar, porque achei a prova de redação um pouco difícil”, disse o adolescente, que deve se matricular na UFMA para cursar Medicina.
Os aprovados são estudantes das escolas estaduais de Murinim, Otávio Meira, Ana Teles, Ruth Guimarães Ferreira, Juscelino Kubitschek de Oliveira, Eduardo Lauande, Fernando Ferrari, José Edmundo, Dom Calabria e Santa Tereza D’Avila.

Trata-se da primeira comemoração integrada das escolas em que foram realizadas aulões do projeto Padrão, desenvolvido há três anos, nos finas de semana, pelos professores Michael Alvarenga (História), Márcio Gaspar (Línguas e Redação), Hugo Cezar (Matemática), Adriel Souza (Geografia), Joaquímica (Química), Elesbão Duarte (Geografia) e Thiago Carvalho (Física).

“Pelas dificuldades, com greve e várias adversidades enfrentadas durante o ano, o resultado nos surpreendeu. É a primeira vez que estamos fazendo essa programação com colégios de outras regiões”, disse o professor de História Michael Alvarenga, da escola Otávio Meira.
(Com colaboração de Julie Rocha)  Eduardo Rocha - Secretaria de Estado de Educação
Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário