segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Efeito Dilma: 2015 teve 1.047 concessionárias fechadas e 32.000 demitidos

O ano de 2015 terminou com 1.047 concessionárias de veículos e peças fechadas no Brasil, o que provocou a perda de 32.000 empregos. Os dados foram divulgados pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Os números são consequência direta do desaquecimento do mercado automóveis no país. Durante todo o ano, 2,12 de carros foram comercializados por aqui, uma queda de 24,06% ante 2014.

Quando considerado todo o setor de distribuição de veículos (que abrange também comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários) as vendas chegaram a 3,98 milhões de veículos, quantidade 21,85% menor do que a alcançada no ano anterior.

Para 2016, segundo estimativas da instituição, o cenário será novamente de retração (com queda de 4,57% nas vendas no segmento de automóveis e de 5,20% no setor em geral) e ainda mais lojas com atividades encerradas.

"Lamentavelmente, a persistir o que temos vivido nesses últimos meses, política e economicamente, nós acreditamos que podemos chegar a de 1.500 a 1.600 concessionárias não operantes neste ano", disse Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave, em conversa com jornalistas.

De acordo com ele, com os novos fechamentos, o número de trabalhadores demitidos no setor deve subir para algo entre 47.000 e 50.000 até dezembro.
Na visão do executivo, o fato de as montadoras estarem comercializando veículos diretamente ao consumidor, sem intermédio das concessionárias, não tem influência no fechamento das lojas.

"Isso aí é questão política e econômica. É mercado. Não tem PIB, a economia está estagnada, negativa. A questão é unicamente essa. A venda direta é um outro patamar, outro ciclo, outra modalidade, não tem relação", afirmou.

Hoje, funcionam no país aproximadamente 7.700 concessionárias – 420 delas foram abertas em 2015. Do total, cerca de 4.500 vendem automóveis e comerciais leves. (msn/Exame.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário