terça-feira, 5 de janeiro de 2016

PRF registra cinco mortes durante operação Ano Novo no Pará

Cinco pessoas morreram e outras 26 ficaram feridas durante o período de 28 de dezembro do ano passado a 3 de janeiro deste ano nas estradas federais que cortam o Pará, segundo um balanço da PRF (Polícia Rodoviária Federal) divulgado na manhã desta terça-feira (5). No total, a PRF resgistrou 34 acidentes na Operação Ano Novo, sendo que a metade ocorreu na rodovia BR-316. O número de mortos passou de três em 2014 para cinco em 2015. Todas as mortes registradas foram de motociclistas. 

Dois acidentes  foram registrados nos primeiros 20 quilômetros da BR-316, no trecho que compreende o Entroncamento e o município de Benevides. Entre os acidentes registrados, 30 deles (88%) foram causados pelo mau comportamento dos motoristas, sendo 14 por falta de atenção, oito por desobediência à sinalização, cinco por deixar de manter distância de segurança, dois por dirigir sob efeito de álcool e um por excesso de velocidade. Duas pessoas foram autuadas por estarem dirigindo alcoolizadas. 

Em relação à mesma operação realizada em 2014 pela PRF, o número de acidente diminuiu de 66 para 34. Também houve um diminuição no número de feridos, que passou de 41 para 26. 

Motociclistas
O primeiro óbito registrado foi no dia 29 de dezembro no quilômetro 276 da rodovia BR-155, quando uma motocicleta colidiu com a traseira de um caminhão, vitimando Francisco de Oliveira Teles, de 32 anos, que morreu no local do acidente. Já no dia 1º deste ano, no quilômetro 337 da BR-010, no município de São Miguel do Guamá, uma colisão frontal entre uma motocicleta e um caminhão terminou com o óbito de Paulo Frank da Silva. 

No mesmo dia, o motociclista Marcelo Rodrigues Mascarenha, de 25 anos, morreu após cair em um barranco no quilômetro 106 da rodovia BR-230, em Marabá, sudeste paraense.
No dia 2 de janeiro, no quilômetro 205, da rodovia BR-316, em Santa Luzia do Pará, uma colisão frontal entre uma motocicleta e um carro deixou outros dois mortos. (ORM News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário