terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Autoescolas do Pará ainda formam na modalidade antiga

Os Centros de Formação de Condutores (CFC´s), mais conhecidos como autoescolas, no Pará ainda não conseguiram cumprir a obrigatoriedade de implementação da biometria e da utilização do simulador de direção veicular, previstas nas Portarias 2.520 e 3.558, publicadas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran/PA), em 10 de setembro e 17 de dezembro de 2015, no Diário Oficial do Estado, respectivamente. Dessa forma, os processos de habilitação, mudança e/ou adição de categoria e renovação da mudança e/ou adição de categoria e renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) são feitos na modalidade antiga. 

Segundo o diretor técnico e operacional do Detran/PA, Valter Aragão, não haverá prejuízo para os usuários, uma vez que o processo é feito ainda como antes e as exigências ainda não foram implementadas pelas autoescolas devido às dificuldades encontradas à aquisição de equipamentos específicos vindos somente de dois fabricantes, em São Paulo.

"Estamos em diálogo com o Sindicato dos Centros de formação de Condutores do Pará (Sindcfc-PA), que nos solicitou o aguardo de um cronograma que está sendo elaborado para cumprimento das Portarias. O Detran aguarda o sindicato encaminhar o cronograma, para comunicar oficialmente o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). 

Quando a exigência entrar e vigor envolverá todos os municípios paraenses, porque temos que tratar por igual os candidatos à habilitação. A finalidade é diminuir as chances de ações ilícitas e garantir melhores profissionais à formação de condutores", explica Aragão.

Ele esclarece ainda que essa dificuldade é enfrentada pela maioria dos Detrans no Brasil, e não é peculiar ao Detran do Pará. "Dos 27 estados brasileiros somente quatro conseguiram implementar a biometria e, consequentemente, o simulador de direção veicular, uma vez que este depende da biometria. Conversamos com outros Detrans que também enfrentam essa problemática, então, a situação não é específica do Detran do Pará", explica o diretor técnico e operacional do Detran/PA. 

A reportagem entrou em contato com o Sindcfc-PA, mas não localizou ninguém para falar sobre o assunto.  ( O Liberal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário