quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Em Brasília, Jatene reúne com ministro do Trabalho e Previdência

Conforme adiantou em entrevistas para a imprensa e na Mensagem do Executivo para a Assembleia Legislativa, no início deste mês, o governador Simão Jatene tem buscado estudos para o enfrentamento da questão previdenciária no Estado. Nesta quarta-feira (17), o governador esteve em audiência com o ministro do Trabalho e Previdência, Miguel Rossetto, em Brasília. A reunião contou ainda com presença do senador Flexa Ribeiro, do presidente do Igeprev, Allan Moreira, do chefe da representação do Governo do Estado em Brasília, Ophir Cavalcante e a equipe técnica do ministério, entre eles o economista Claudio Puty, que também atua no ministério.

O ministro Miguel Rossetto destacou que o governo federal também tem realizado estudos nessa área e que pretende realizar uma ampla reforma da previdência. Porém, segundo informou a Agência Brasil, a proposta ainda não foi fechada. "O governo não tem uma posição fechada em relação a essas iniciativas. A presidenta Dilma está insistindo nisso: temos vários cenários que estão sendo trabalhados pelo governo. Por isso a importância debate em relação a essa iniciativa", declarou.

Na audiência com a comitiva paraense, Rossetto afirmou que vê como positiva a integração entre as equipes técnicas do Igeprev e do Ministério do Trabalho e Previdência, uma vez que são temas semelhantes e que cujo debate deve ser proveitoso. 

“Acima de tudo, registro e devo valorizar a atitude do governador, de vir aqui ao ministério e trazer a questão previdenciária do Estado para estudarmos em conjunto, utilizando as experiências que temos, o que foi feito em outros Estados. Isso é algo que mostra a seriedade e racionalidade com que o projeto vem sendo tratado, que é uma questão estratégica e extremamente relevante”, disse Rossetto.

"O fato é que não fazer nada é caminharmos para um enorme precipício. Não existe mágica. Precisamos é estudar a questão a fundo e encontrar, com base em estudos conjuntos, as saídas possíveis", afirmou Jatene.
Governo do Estado do Pará
Secretaria de Estado de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário