segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Imetropará alerta para cuidados na aquisição de botijões de gás e acessórios

Formado por uma mistura de gases derivados do petróleo, o GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) é inflamável e exige cuidado no manuseio dos botijões. Por se tratar de uma substância inodora (sem cheiro), é comum que se adicione um outro componente ao GLP, o enxofre, para que possíveis vazamentos possam ser identificados ao olfato humano. Os maiores riscos nessas situações são de asfixia por inalação e também de incêndios e explosões.

Para garantir maior confiabilidade ao produto, indicando que ele atende a requisitos mínimos de segurança estabelecidos em regulamento, o GLP foi certificado compulsoriamente no âmbito do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade, que tem como órgão executivo é o Inmetro, assim como os botijões e as mangueiras. “O gás de cozinha merece uma atenção especial dentro de casa. 

Na hora de manusear o botijão, cozinhar ou mesmo quando o equipamento não estiver em uso é preciso manter um controle rigoroso para evitar possíveis acidentes”, ressalta o presidente do Imetropará, Jorge Rezende.

Acompanhe algumas dicas do Instituto de Metrologia do Estado do Pará (Imetropará) durante a instalação e utilização do Regulador de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP):

Atenção na compra do produto
Ao comprar um botijão de gás atente para a identificação da distribuidora do produto. É importante que tanto o caminhão de entregas quanto o botijão tragam, claramente, a mesma marca da distribuidora. Todo recipiente de gás deve trazer um lacre sobre a válvula. Esse lacre não pode estar violado e deve apresentar, também, a marca da distribuidora. Recuse botijões muito amassados, enferrujados e com as alças soltas.

Como Instalar
A instalação do botijão de gás é relativamente simples, mas exige cuidados. Em primeiro lugar, é preciso usar uma mangueira e um regulador de pressão de gás aprovados pelo Inmetro. A mangueira é sempre transparente e traz uma tarja amarela com a inscrição NBR8613 e a data de validade. 

O regulador de pressão tem a marca Inmetro gravada e é válido por cinco anos, período após o qual deverá ser substituído. Instale o botijão acoplando a borboleta do regulador na válvula. Não use ferramentas para fazer isso, apenas as mãos. 

Para verificar a presença de vazamentos utilize a espuma de sabão, aplicando-a sobre a válvula. Se observar a formação de bolhas repita a operação até que elas desapareçam. Não se assuste com um pequeno vazamento, o gás não é venenoso e o botijão não corre o risco de explodir nesses casos. Entretanto, se a fuga do gás persistir é importante remover o botijão para um lugar ventilado e chamar a empresa distribuidora.

Atenção
- Nunca deite o botijão de gás e nem o coloque em local fechado.
- Não coloque qualquer tipo de dispositivo no regulador de gás, como manômetros para verificar a pressão.
 

- Nunca use mangueira de gás diferente da aprovada pelo Inmetro. O tamanho da mangueira também não pode ser aumentado, então nem pense em fazer extensões juntando várias delas.
 

- Nunca passe a mangueira por trás do forno, o calor pode derretê-la e causar acidentes. Ao trocar o botijão, não deixe nenhuma chama acesa e nunca, jamais, tente ver se há vazamento usando um fósforo aceso.
 

- Nunca aqueça o botijão para que ele “renda mais”. Se ao chegar em casa sentir cheiro de gás no ambiente não acione o interruptor de luz nem acenda qualquer chama. Vá direto para as janelas e abra tudo. Depois remova o botijão para um lugar ventilado e chame a distribuidora de gás. É bom ter o telefone da sua distribuidora sempre à mão.

Em casos de dúvida, desconfiança ou se encontrar irregularidades entre em contato com o serviço da Ouvidoria do Imetropará pelo telefone 0800 280 1919, de segunda a sexta, das 8h às 14h, ou envie e-mail para ouvidoria.imetropara@immetropara.pa.gov.br.
Ana Caroline - Instituto de Metrologia do Estado do Pará
Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário