quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Industria do Pará tem o melhor desempenho do Brasil em 2015

O Estado do Pará vem ganhando cada vez mais destaque no cenário econômico nacional. De acordo com estudos divulgados nesta quinta-feira, 18, pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa), em parceria com a Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), ao longo de 2015, o Pará obteve crescimento de 5,7% no setor industrial em relação ao ano de 2014, comportamento contrário ao apresentado pela indústria nacional, que encerrou o ano com retração de 8,3%.

Nesse contexto, o Pará alcançou o maior desempenho entre os estados brasileiros, seguido por Mato Grosso e Espírito Santo, que registraram 4,7% e 4,4%, respectivamente. Esse resultado pode ser explicado pela forte participação da indústria extrativa mineral no Pará, principalmente, com a extração de minério de ferro e minério de cobre.

Além disso, um segmento que vem se consolidando nos últimos anos é o da indústria frigorífica, com a presença de grandes empresas do segmento, sendo a maior parte delas distribuídas nos municípios de Altamira, Eldorado dos Carajás, Marabá, Redenção, Santana do Araguaia, Tucumã e Mãe do Rio. Somente em 2014, o número de estabelecimentos frigoríficos cresceu 39,28% no Pará.

Comércio Exterior
Outro dado que chama a atenção é o da balança comercial do estado, com a ascensão da Castanha-do-Pará no comércio exterior. A quantidade exportada da amêndoa atingiu o expressivo montante de 3,1 mil toneladas, o que contabilizou um saldo positivo de US$ 20,1 milhões ao Pará em 2015.

Ainda assim, o principal produto demandado pelo estado continua sendo os minérios de ferro e cobre. Para se ter uma ideia, o município de Parauapebas, no sudeste paraense, manteve a condição de maior exportador do estado, encerrando 2015 com US$ 4 bilhões em valor exportado, tendo no minério de ferro principal commodity de exportação do estado.

O presidente da Fapespa, Eduardo Costa, explica que embora o cenário econômico brasileiro não esteja favorável, o Pará tem conseguido apresentar um bom desempenho frente a outros estados do país. “O saldo comercial paraense em 2015 foi de US$ 9,3 bilhões, colocando o Pará na posição de terceiro maior exportador entre as unidades federativas, estando à frente do Rio Grande do Sul, que obteve saldo de US$ 7,4 bilhões, e do Espírito Santo, com US$ 4,6 bilhões, dois grandes exportadores brasileiros”, avalia.

Pacto pela Produção e Emprego
Diante da importância de setores como o da Indústria para o Estado, o Governo do Pará lançou em agosto do ano passado o Pacto pela Produção em Emprego, que é composto por mais de 30 medidas para estimular o setor produtivo, desonerar atividades econômicas, simplificar licenciamentos, qualificar profissionais e estimular o turismo, entre outras ações. 

Além disso, para racionalizar os gastos públicos, o Sistema Integrado de Governança do Estado do Pará prevê medidas administrativas para reduzir despesas e maximizar recursos.
Helen Barata - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará
Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário