sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Mulheres renovam autoestima durante tratamento oncológico em Santarém

Sete perucas ganharam novas donas e passaram a fazer parte da rotina de mulheres que realizam tratamento de câncer no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), localizado em Santarém, no oeste do Pará. Em clima de Carnaval, o grupo de apoio a mulheres com câncer ‘Amigos do Peito’ realizou a doação ontem quinta-feira, 4 de fevereiro. 

 A iniciativa conjunta com o setor de Oncologia do Hospital Regional serviu para renovar a autoestima das pacientes e reforçar a importância de se oferecer um tratamento cada vez mais humanizado e eficiente. O Hospital Regional do Baixo Amazonas tem, atualmente, 1.060 pacientes em tratamento de câncer. Inclusive com pessoas de outros estados, já que o hospital é um polo de referência na atenção à doença.

“Apesar de termos uma excelente estrutura física, de equipamentos, de profissionais médicos e multiprofissionais, acredito que o fator principal que diferencia o serviço do HRBA é o fator humano e, por isso, sempre fazemos questão de acolher o nosso usuário e de participar ativamente do processo assistencial”, explica o diretor geral da instituição, Hebert Moreschi.

Francilene da Costa, de 48 anos, foi uma das pacientes que recebeu peruca. Ela está em tratamento contra um câncer de mama há seis meses. “Eu me senti muito bem em receber essa peruca. Com certeza a minha autoestima melhorou muito mais. Graças a Deus não tenho me abatido com a situação pela qual eu passo”, revelou.

Durante a ação, o coordenador de oncologia da unidade, Marcos Fortes, falou da importância de se proporcionar momentos como esse aos pacientes. “Quando você se olha no espelho precisa se agradar daquilo que está vendo. E uma ação como essa demonstra que a oncologia do hospital não está pensando somente no tratamento físico, mas também no tratamento espiritual, psicológico, da autoestima, deixando essas pessoas de uma maneira que possam responder ao tratamento e às adversidades que enfrentarem”, comentou.

O paciente oncológico Jurandir Viana também integra o grupo de pagode Oitava Cor, que animou o evento realizado neste Dia Mundial de Combate ao Câncer, ao ritmo de marchinhas de Carnaval. O músico enfrenta um câncer de próstata e encorajou os outros pacientes a seguirem adiante com os tratamentos, sem desanimar. “O importante é não perder a esperança nem a alegria. A música me ajuda bastante durante o tratamento”, disse.

Amigos do Peito
Integrante do grupo Amigos do Peito, a jornalista Leíria Rodrigues mostra como o apoio a essas mulheres é fundamental para o sucesso do tratamento. “Uma peruca, um lenço, um batom mostram não só que está mulher se cuida, mas que ela está bem, se sentindo forte, animada”.  O grupo surgiu a partir de 2012, quando Leíria descobriu que estava com câncer de mama e recebeu o apoio de amigos e familiares para enfrentar o tratamento. Hoje ela faz o mesmo com outras pessoas.

As perucas foram confeccionadas a partir de doação de cabelos de várias pessoas, inclusive de outros estados. Para quem recebeu, este foi um ato de muito amor. “Quanto mais ativas, alegres e participantes do processo estiverem, melhor será o resultado do tratamento. Estamos muito felizes em poder proporcionar isso, uma assistência de qualidade, segura e principalmente humana para os nossos pacientes”, finaliza Moreschi.

Câncer
Os tipos mais comuns de câncer entre as mulheres em tratamento no hospital são: colo de útero (35%), mama (26%) e pele (14%). Em homens, os mais comuns são: próstata (28%), pele (25%) e estômago (15%). Em 2015, 220 pessoas iniciaram o tratamento no Hospital Regional, sendo que 21% destes, são de câncer de mama e 13% de colo de útero.

O serviço de quimioterapia do Hospital Regional do Baixo Amazonas realizou, em 2009, 2.730 sessões. Em 2015, o total de sessões foi de quase 7.900 (volume 188,6% maior). Em 2011, um ano após a inauguração do setor de Radioterapia, quase 12 mil sessões de radioterapia foram realizadas. Em quatro anos, esse número aumentou em mais de 15 mil, o que representa um crescimento de 127%. Em 2015, 27.125 sessões foram realizadas. No ano passado foram realizadas mais de 12.400 consultas oncológicas.

Hospital - O HRBA é uma unidade hospitalar pública e gratuita pertencente ao Governo do Pará e administrada pela Pró-Saúde – Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).
Joab Ferreira
Hospital Regional do Baixo Amazonas -Dr. Waldemar Penna (Santarém)

Nenhum comentário:

Postar um comentário