quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Operação Carnaval reduz número de ocorrências policiais em todo Estado

 Os números de registros de ocorrências da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) do período do carnaval deste ano, comparados ao de 2015, demonstram redução nos principais delitos em todo o Estado. Os dados considerados pelo balanço da Segup são computados pela Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), que gerencia as informações do Sistema de Segurança Pública (Sisp).

Um dos delitos mais combatidos pelas forças de segurança, o homicídio, reduziu os registros nos cinco dias de folia em todo o Pará, entre 5 e 9 deste mês, de 68 em 2015 para 49 casos registrados em 2016. A redução foi de 28%. “Melhor é não ter dados de homicídio, mas com o trabalho planejado, integrado das instituições do sistema e a atuação dos agentes com o esforço da área de inteligência, vamos reduzir cada vez mais esses casos”, avaliou o secretário Jeannot Jansen, titular da Segup.

O trabalho dos cerca de oito mil agentes de segurança, entre bombeiros militares, peritos, policiais militares e civis que atuaram na Operação Carnaval deste ano, em 139 localidades, foi fundamental na redução dos índices de furtos. Ano passado foram contabilizados 1.053 ocorrências nessa espécie de crime, reduzidas para 714 neste ano.

Os números relativos a roubo também mostraram redução na área metropolitana: dez casos em 2015, e oito este ano. Em todo o Estado, o decréscimo foi de 18%, o que representa, em números absolutos, a diminuição de 916 em 2015 para 751 nos cinco dias de carnaval deste ano. No mesmo período, nenhum registro de latrocínio foi contabilizado pela Siac na grande Belém, diferente do restante do Estado, que teve acréscimo de dois para seis casos.

Em todas as regiões, incluindo a metropolitana de Belém, os agentes do Departamento de Trânsito do Estado (Detran) flagraram 72 motoristas conduzindo veículos sob a influência de álcool, um caso a mais (71) do que em 2015.

 No domingo de carnaval, no distrito de Mosqueiro, três condutores foram presos em flagrante, enquanto em Salinópolis, no nordeste paraense, 13 pessoas ultrapassaram o limite estabelecido de 0,3 miligrama de álcool por litro de sangue. A cidade de Marabá, que registrou cinco casos de alcoolemia durante a quadra momesca, este ano não registrou qualquer caso.

Nenhuma morte relacionada ao trânsito dentro da capital e demais cidades e distritos da RMB foi registrada desde a última sexta-feira até a terça-feira gorda, enquanto que em 2015 foram computados três casos. 

Nas 15 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps), a redução foi 25 para 13 vítimas fatais, na comparação de 2015 com 2016. Os crimes por tráfico de drogas caíram de 71 para 56 em todo território paraense, redução de 21% no comparativo. Na área metropolitana, a diminuição foi de quase 36%: 14 para nove ocorrências.
Sérgio Chêne - Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social 
Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário