sexta-feira, 11 de março de 2016

Artistas santarenos homenageiam os 400 anos de Belém

No ano em que Belém comemora 400 anos de fundação, artistas de Santarém prestam um tributo para a capital paraense com muita sonoridade, como bem merece a cidade das mangueiras, berço de grandes músicos e musa inspiradora de inúmeros letristas e poetas. Com a intenção de cantar e encantar o público, uma verdadeira correnteza de grandes talentos está se deslocando de Santarém, às margens do rio Tapajós, descendo pelo rio Amazonas até o Guajará e desaguando no templo máximo da cultura belenense para fazer a festa com a aniversariante mais ilustre de 2016. É o show “Do Tapajós à Guajará – Homenagem de Santarém aos 400 anos de Belém”, que ocorre no dia 12 de março, no Theatro da Paz.

Cantores, músicos e intérpretes do Oeste do Pará vão subir ao palco nesta grande homenagem. O violonista Sebastião Tapajós é um deles e dispensa maiores apresentações. Artista reconhecido internacionalmente, Sebastião vai apresentar duas de suas mais belas composições: Milonga do Sabiá e Por entre Árvores.

O violonista vai dividir o palco do show-homenagem com cinco vozes muito apreciadas pelo público que gosta da boa música: Maria Lídia, Eduardo Dias, João Otaviano, Everaldo Martins, Nato Aguiar, Cristina Caetano e Antonio Von. Todos emprestando seus talentos para fazer um culto musical ao Norte, ao Pará e à Belém. O show conta com o apoio institucional da Prefeitura Municipal de Santarém, por intermédio da Secretaria Municipal de Cultura.

O show é uma prova de que é impossível falar de Pará sem tocar em uma de suas maiores riquezas: a música. Waldemar Henrique, Nilson Chaves, Chico Sena, Antonio Carlos Maranhão, Ruy Barata e Paulo André Barata são alguns dos muitos compositores que descrevem o povo, as florestas, a cultura, enfim, a verdade paraense com muita singularidade e poesia. 

E é exatamente neste ponto, o da musicalidade, que Belém e Santarém se encontram e se enlaçam, como afirma o produtor do show, o músico João Otaviano. “Existe uma afinidade fantástica entre Belém e Santarém, principalmente sob o ponto de vista artístico e musical. Temos, na região Oeste, grandes expressões musicais como o maestro Wilson da Fonseca, e uma escola de música que é tão importante para a formação das novas gerações quanto o Conservatório Carlos Gomes. Os laços que unem as duas cidades são muito antigos e o tributo é uma forma de fortalecê-los ainda mais”, explica Otaviano.

Composições como Um poema de amor (Wilson Fonseca), Olho de Boto (Nilson Chaves), Navio Gaiola (Antonio Carlos Maranhão/Sebastião Tapajós), Foi Assim (Ruy Barata/Paulo André Barata), Dança na mata (Beto Paixão), Flor de Aguapé (Valmir Pacheco), Carinho Nativo (Eduardo Dias), Boi Bumbá (Waldemar Henrique), entre outras músicas irão mexer com o público que gosta de carimbó, xote e muita música regional. O tributo promete um grande  final e emocionante, grandioso e surpreendente com todos os artistas juntos cantando uma das músicas símbolo de Belém: Flor do Grão Pará, composta por Chico Sena.

Com arranjos inovadores e que também vão se aliar às composições originais, o show contará com uma banda composta por grandes músicos paraenses: Andreson Dourado, direção musical e teclados, Junior Castro, Sax alto, Sax Soprano e Flauta, Janderson Almeida, violão, Rui Vilasboas, contra baixo, Adriano Dourado, bateria, e Eude Igor, percussão. O show levará filhos encantados do oeste paraense para fazerem uma homenagem à mãe de todos os paraenses: Belém do Pará.

Serviço: Show “Do Tapajós à Guajará – Homenagem de Santarém aos 400 anos de Belém”, será realizado em única apresentação no Theatro da Paz – Belém (PA), no dia 12 de março de 2016, às 21 horas, com venda de ingressos na bilheteria do teatro a partir do dia 04 de março. Preços a partir de R$ 20,00. Uma produção do Grupo “Canto de Várzea” e a MM Produções. (ORM News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário