terça-feira, 15 de março de 2016

Indústria do Pará favorece geração de empregos em janeiro deste ano

A indústria paraense vem contribuindo na movimentação do mercado de trabalho no Estado. De acordo a análise do Informe Técnico da Indústria Paraense elaborada pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa), em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), somente a indústria extrativa mineral gerou 125 novos postos de trabalhos no Pará em janeiro deste ano. O estudo reforça que o desempenho positivo da indústria paraense de 10,5%, no comparativo com o mesmo período de 2015, está ligado à elevação produtiva da indústria extrativa, que este mês teve variação positiva de 15,3%.

Outro fator positivo foi o aumento da quantidade exportada do minério de ferro, que registrou incremento de 25,87% em janeiro de 2016 em relação ao mesmo período do ano passado e contribuiu, dessa forma, para a propagação da demanda no mercado internacional. Associado a isto, a indústria mineral ainda somou 125 novos postos de trabalhos abertos no Pará.

O presidente da Fapespa, Eduardo Costa, explica que fatores como a matriz econômica voltada para o mercado mundial, o equilíbrio das contas públicas estaduais e um ambiente de governança institucional vêm permitindo melhorar as estimativas em campos como o do mercado de trabalho. 

“A construção de um pacto em favor da produção e emprego no estado do Pará, envolvendo entidades representativas da indústria e do comércio tais como Fiepa, Faciapa e Faepa, aliada à previsão de vultosos investimentos para os próximos anos, ajudam a consolidar um ambiente econômico com expectativas melhores do que o que vê no cenário nacional”, destacou Costa.

Além disso, um estudo recente, divulgado pela Fiepa, indica que até 2020 o estado do Pará deverá receber R$ 178,9 bilhões em investimentos, sobretudo nas áreas de infraestrutura e logística (33,7%), energia (31,2%), mineração (28%), indústria em geral (4,8%) e agronegócio (2,1%).

ICMS
Na análise sobre a arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no setor industrial, estabelecendo uma comparação entre os meses de janeiro de 2015 e janeiro de 2016 identificou-se que neste ano a arrecadação de ICMS totalizou mais de R$ 230 milhões, superando os R$ 218,5 milhões registrados em janeiro do ano passado.
Helen Barata - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará
Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário