quinta-feira, 31 de março de 2016

Mês de abril terá quinze dias de chuvas intensas no Pará

As chuvas devem continuar intensas, pelo menos nos primeiros quinze dias do mês de abril, segundo previsão do Instituto de Meteorologia do Estado do Pará (Inmet Pará) para a Região Metropolitana de Belém, toda a faixa litorânea do nordeste paraense e região do Marajó, em especial na parte norte do arquipélago. Somente a partir da segunda quinzena do mês haverá maior duração dos raios solares. No sul paraense, porém, entre Marabá e Conceição do Araguaia, as chuvas já serão menos frequentes. O mês deverá alcançar a média histórica de chuvas com 353.4 mm.

Segundo o coordenador regional do Inmet, José Raimundo Abreu, abril terá tempo e temperatura bem semelhantes ao mês de março, que atingiu, até a ultima terça-feira, 29, o índice pluviométrico de 590.3 mm, com água todos os dias. O tempo é propício para os vendedores de sombrinhas, que comemoram recordes de vendas do produto no centro da cidade.

“Nos últimos dois meses, fevereiro e março, choveu todos os dias em Belém sem exceção’’, observou Abreu, justificando que a maior percepção das chuvas em março se deu por força dos dias amanhecerem sequencialmente com céu nublado e, alguns, com chuvas fortes desde as primeiras horas da madrugada. O que não ocorreu em fevereiro, pois embora com índice pluviométrico de 534 mm, o mês registrou chuvas intermitentes em períodos dispersos durante o dia.

O Inmet informou que até agora a capital paraense não viveu dias de chuvas torrenciais como já ocorreu nesse mesmo período em anos anteriores, chovendo num só dia cerca de 100 mm. Contudo, o órgão garante que o mês de março até a última terça-feira, 29, já registrou 30% a mais de chuvas se comparado com o mesmo mês do ano passado. O fenômeno da Zona de Convergência Intertropical favorece as chuvas intermitentes de longa duração como se tem experimentado nas últimas semanas. 

“Quando a gente está para brilhar, faça chuva ou sol, a gente vende’’, palpitou o vendedor ambulante Silva Filho, de 50 anos, entre uma tentativa e outra de venda de sombrinhas ao preço de R$ 25,00 a R$ 10,00, na Avenida Presidente Vargas esquina com a Travessa Santo Antônio, na manhã de ontem. 

Ele garantiu que no dia 25 deste mês, vendeu uma caixa e meia do produto, ou seja, 90 sombrinhas. “Faturei sim, mas não deu pra guardar dinheiro, não’’, afirmou Silva Filho, admitindo que naquele dia superou todas as suas vendas em 25 anos de profissão. Mas isso não representa uma coincidência: de acordo com o Inmet Pará, aquele foi o dia em que mais choveu em Belém desde o início do ano, com registro de 33.7 mm.

A previsão para as demais regiões este mês incluem bastante chuva nos próximos 15 dias, em especial em Salinas, Marudá, Bragança e municípios próximos, além do Marajó. Na faixa litorânea, o índice pluviométrico deve atingir até 500 mm com as temperaturas mínimas variando entre 24 e 25 graus e as máximas entre 30 e 32 graus. A faixa de nuvens cobertas também favorecerá com chuvas a região da Transamazônica compreendendo Altamira e Uruará. 

Do município de Marabá até Conceição do Araguaia já nos próximos dias haverá bem menos chuvas com previsão neste mês de abril de um índice pluviométrico de 250 mm. Nesta última região, a mínima vai variar de 22 a 24 graus e a máxima de 32 a 34 graus.
(O Liberal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário