segunda-feira, 28 de março de 2016

Projeto de reciclagem ajuda indústria a promover sustentabilidade

 “Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”, é o que diz a máxima do químico Lavoisier. Assim também vem sendo na indústria, que busca ao máximo reciclar materiais, reaproveitar água e tomar o máximo de atitudes que reduzam a utilização de insumos naturais e reduzam o volume de materiais descartados que produzem. Quando esse processo é feito em parceria com pessoas das comunidades que atuam no entorno das operações destas empresas, a relação é ainda mais produtiva. Em Barcarena, um projeto chamado “Lixoxiki” produz moda a partir de materiais inusitados: banners de comunicação dispensados pelas empresas do polo industrial do município.
  “O nome já diz: não é porque algo foi considerado ‘lixo’ que não é chique. Quando ele é reutilizado e transformado, pode ser algo totalmente novo. No caso, utilizamos banners de comunicação que são doados pelas empresas aqui para o projeto, transformamos em bolsas, sapateiras, porta EPI (Equipamento de Proteção Individual), entre outros”, conta Ivonethe Cordeiro, coordenadora e criadora do projeto.
            
A Imerys, mineradora que atua em Barcarena beneficiando caulim, firmou parceria com a cooperativa e criou o projeto Green Banner, que consiste em reaproveitar o material das campanhas de comunicação interna para confecção de brindes na empresa. “Além de ser uma solução para o meio ambiente, também gera renda para as mulheres. Acredito que o Green Banner é apenas o piloto de muitas ideias que surgirão a partir disso”, ressalta Pedro Cavalcante, analista de Comunicação da Imerys.

Há cinco anos, o Lixoxiki mantém uma parceria fixa com a Albras, fábrica de alumínio primário que atua em Barcarena, através do programa de voluntariado da empresa. A relação começou com o reaproveitamento dos banners da Comunicação, mas com o passar do tempo, novas oportunidades surgiram. “Nós criamos uma nova linha, que trabalha a reutilização de uniformes dos empregados. Eles nos mandam as roupas, nós desmanchamos e com o tecido fazemos sacolas, estojos, tapetes, entre outros”.
            
Além de promover a economia sustentável, o Lixoxiki trabalha a autoestima e dá oportunidades para as mulheres de Barcarena. O projeto fica na comunidade Laranjal e está aberto para quem desejar conhecer.
Iaci Gomes
Analista |Temple

Nenhum comentário:

Postar um comentário