segunda-feira, 11 de abril de 2016

Conciliadores do Cejusc encerram formação e recebem certificados

Santarém - Dos 24 mediadores e conciliadores voluntários selecionados pelo Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) de Santarém, há um ano, 23 concluíram as duas etapas de formação realizada pelo Tribunal de Justiça do Pará e receberam na sexta-feira, 08/04, os certificados de formação teórica e prática, estando aptos a exercerem suas funções na mediação de conflitos, pré-processuais ou judiciais. A instalação dos centros faz parte da resolução 125 (29/11/2010) do CNJ – Conselho Nacional de Justiça, que dispõe sobre a Política Judiciária Nacional de tratamento adequado dos conflitos de interesses no Judiciário e visa diminuir o número de processos em tramitação.
.Receberam os certificados das mãos do juiz Waltencir Alves Gonçalves, coordenador do Cejusc, os seguintes mediadores: Adrea Nayara Gonçalves Sampaio, Aline Sousa de Lima, Andressa Barbosa Panassolo, Cecilia Nascimento dos Santos, Eucilene Borges Melo, Elcy Nubia Alves Pedreiro, Gerica Petrina Aguiar Lima, Habia Santos Melo, Hefren Cristiano Mota Castro, Hosana Piedade de Sousa, Josiane Carvalho Florenzano, Jucineide Almeida Vieira Pereira.

Karina Rabelo dos Santos, Ludmilla Lima Figueira, Luciana da Rocha Batista Pessoa, Maria de Nazaré Almeida dos Santos, Milany Santos de Carvalho, Paula Andreza Guimarães Amorim, Raimunda Darlene Granado Abreu, Rodinei Bentes da Silva, Samara Rafaella de Alencar Inomata, Silvia Tambara de Carvalho e Sonia Mara de Oliveira Mendes.

A parte teórica foi dado no início do ano passado e logo em seguida os conciliadores passaram a realizar audiências de conciliação em regime de estágio, conseguindo nesse período a solução de 70% dos casos pré-judiciais (antes de haver processo tramitando na Justiça) e 50% em casos em que o processo deu entrada no Judiciário. Além de Santarém, as comarcas de Belém, Parauapebas e Paragominas também implantaram unidades do Cejusc, mantendo médias um pouco maiores ou idênticas às registradas em Santarém. (Jota Ninos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário