quarta-feira, 13 de abril de 2016

Leão azul estreia na Copa do Brasil hoje contra o Vasco

O Remo, sem chip no Parazão, tem uma missão especial na Copa do Brasil de 2016 enfrentando de cara um dos times mais tradicionais do futebol brasileiro, o Vasco da Gama, o famoso Almirante da Colina, possuidor de uma boa colônia de torcedores na capital e no interior do estado. O jogo, no Mangueirão, começa às 21h45, horário tradicional de jogos na TV. Tem transmissão pela Globo para o Rio de Janeiro e outras capitais. É praxe o Remo estrear na Copa do Brasil, segundo maior competição regida pela CBF, contra times do primeiro escalão do ranking nacional. Ano passado, estreou diante foi Atlético Paranaense. Depois dos empates por 1 a 1 em Belém e Curitiba, o Leão foi eliminado nas penalidades.

Mas, contra o Vasco o jogo pode ser o divisor de águas para acalmar os ímpetos dos torcedores azulinos, ainda inconsoláveis pela maneira abrupta da eliminação do Campeonato Paraense. Uma boa vitória sobre o majestoso almirante carioca renova as energias do Leão Azul, que vai para campo com sua equipe principal.

O técnico Marcelo Veiga poupou todos os titulares na partida com o São Raimundo, pelo Parazão para ter os titulares em boas condições técnicas, sobretudo no aspecto físico, pois está comprovado que o time azulino não tem fôlego para  correr dois jogos seguidos.

Enquanto o Remo vive momentos tensos sob a cobrança da torcida, eis que o ‘Vascão’ vem tranquilo e calmo com uma série invicta no Cariocão sob a tutela do técnico Jorginho. São quatorze jogos sem derrota, além da classificação para a semifinal da Taça Guanabara, contra o Fluminense, jogado marcado para Manaus, na Arena da Amazônia. 

É sabido que o time cruz-maltino foi vaiado na magra vitória de 1 a 0 sobre o Madureira, mas cada jogo tem uma história diferente e hoje os vascaínos querem garantir a classificação antecipada, vencendo o Remo por 2 gols de diferença, o que eliminaria o jogo de volta.

A orquestra do Almirante tem como maestro o craque Nenê, meia de toque de bola refinado e gols marcantes. Ainda se destacam os estrangeiros Martín Silva, goleiro uruguaio, Riascos, peruno. O paraense Pikachu é reserva de Madson, na lateral, porém, tem entrado sempre no meio-campo. É atração contra o ex-rival.

Remo na Copa BR
O Remo tem 25 participações na Copa do Brasil. Estatística da participação azulina na competição: 88 jogos, 33 vitórias, 26 empates, 29 derrotas, 122 gols pró, 126 gols contra. Saldo negativo de 4 gols. 
Fonte: Carlos Ferreira O Liberal

Nenhum comentário:

Postar um comentário