quarta-feira, 4 de maio de 2016

Mais de 500 mil pessoas já foram vacinadas contra gripe no Pará

Já foram imunizados pouco mais de 35% da população-alvo da campanha nacional contra a gripe no Pará. A meta é chegar a 80% até 20 de maio, prazo final da mobilização nos postos de vacinação localizados nos 144 municípios paraenses, em estratégias executadas pelas secretarias de Saúde. A Divisão de Imunizações da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) recomenda que os profissionais dos municípios estejam empenhados em convencer a população pela adesão à campanha, pois a vacina concede imunidade após 15 dias da aplicação.

O público-alvo da campanha no Pará soma 1.704.531 pessoas, e o objetivo é chegar a pelo menos 80% desse quantitativo mediante o funcionamento, em todo o Estado, de 2.506 postos de vacinação fixos, além de 390 volantes e 62 fluviais, com 21.350 pessoas envolvidas, incluindo 2.048 equipes de vacinação. Além de 650 carros, também estão disponíveis para a campanha 42 barcos, 16 voadeiras e 29 motos.

Com o objetivo de reduzir casos graves e mortes por síndromes respiratórias, a atual campanha está vacinando, gratuitamente, crianças com idade entre 6 meses e menos de 5 anos, indivíduos com mais de 60 anos, profissionais da saúde, povos indígenas, grávidas, mães até 45 dias após o parto, presidiários e servidores do sistema prisional.

Nesta quarta-feira (5), o índice chegou a pouco mais de 35% da população paraense vacinada, abrangendo 525.557 pessoas, das quais 196.072 crianças, 71.724 profissionais de saúde, 32.842 gestantes, 6.844 puérperas, 4.773 indígenas e 214.352 cidadãos acima de 60 anos. Destes, a categoria mais imunizada foi dos trabalhadores de saúde, que já alcançou 65% da meta, seguida por idosos (40%), puérperas (39%), gestantes (31%) e crianças (30%).

O monitoramento desses dados pode ser feito por gestores, imprensa e população por meio do Vacinômetro, sistema via internet implantado pelo Ministério da Saúde que compila os dados preliminares encaminhados diariamente pelos municípios sobre a cobertura vacinal. A velocidade das informações repassadas está relacionada com a estrutura da rede de informática, disponível principalmente nos municípios do interior do Estado, visto que o sistema vai sendo alimentado ao longo da campanha, de acordo com as condições operacionais de cada Secretaria Municipal de Saúde.

Por isso, o percentual de pessoas imunizadas mostrado pelo serviço depende da capacidade dos gestores de reunir e repassar as informações. A recomendação é que os postos de saúde, que são administrados pelas prefeituras e não pelo Governo do Estado, funcionem em horário integral, ou seja, das 8h às 18 horas. Mas essa carga horária fica a critério das administrações municipais.

No link fornecido pelo Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (http://sipni.datasus.gov.br/si-pni-web/faces/relatorio/consolidado/vacinometroInfluenza.jsf) é possível conferir o desempenho de cada um dos 144 municípios paraenses, bem como o número de crianças imunizadas por idade. A alimentação dos dados é feita on-line pelas Secretarias Municipais de Saúde em tempo real.
Mozart  Lira - Secretaria de Estado de Saúde Publica
Agência Pará de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário