quarta-feira, 11 de maio de 2016

Paysandu perde para o Gama, mas é campeão da Copa Verde

A taça da Copa Verde, enfim, é do Pará. O Paysandu foi quem conseguiu trazer o título da competição, apesar da derrota por 2 a 1 para o Gama (DF), no estádio Valmir Bezerra - o Bezerrão -, em Gama, no Distrito Federal. Isto porque havia vencido o primeiro jogo da decisão, em Belém, por 2 a 0. O primeiro gol da partida aconteceu ainda aos 2 minutos de jogo, com Raí, em uma pancada de fora da área que abriu o placar para o Papão. Já no segundo tempo, o Gama conseguiu o empate aos 29 minutos, com Rafael Grampola, de cabeça, e, aos 34, o mesmo Grampola conseguiu virar o jogo, de pênalti.

O desembarque do Paysandu em Belém está marcado para acontecer às 12h desta quarta-feira (11), com direito à festa da torcida e carreata pela cidade. Vale destacar que, já neste sábado, o time estreia na Série B do campeonato brasileiro, visitando o Ceará, no Castelão, às 16h.


1º tempo: Paysandu faz gol relâmpago e Gama perde um jogador - O Paysandu entrou em campo esperando uma blitz do Gama, mas, logo na primeira finalização que teve, conseguiu alterar o placar. Raí recebeu na intermediária e resolveu arriscar o chute cruzado. O goleiro Pereira ainda tocou na redonda, mas não impediu o gol bicolor. Isto tudo aos dois minutos de partida.

A partir daí, o Gama tentou sair com a velocidade do garoto Héricles e a agilidade do artilheiro Rafael Grampola, mas o time de Dado Cavalcanti resolveu frear o ímpeto alviverde com faltas - e faltas duras. O resultado foi um quarteto, incluindo os volantes Ricardo Capanema e Augusto Recife, com cartões amarelos.

Mas a dor de cabeça com cartão aconteceu mesmo no lado do Gama. Aos 27 minutos, Raone - que ganhara condição de titular para esta partida - foi para uma dividida com Roniery, tentou chutar o lateral do Paysandu e foi expulso com cartão vermelho direto.

Com um a mais, o Papão preferiu administrar a partida e deu espaços ao Gama, que passou a dominar completamente o jogo, mas sem objetividade. O time da casa conseguiu chegar com perigo aos 32 minutos, quando Fabio Gama lançou Héricles na área. Ele bateu e viu Emerson fazer um milagre, mas o lance não valia nada. Fora marcado o impedimento!

Aos 40 minutos, porém, Rafael Grampola foi para uma cobrança de falta na intermediária. O camisa 9 chutou colocado e a bola saiu muito perto do ângulo direito de Emerson. A bola ainda bateu na rede pelo lado de fora e saiu pela linha de fundo.

2º tempo: Gama vira o jogo, Paysandu é campeão - Na volta para o segundo tempo, o Gama respirava o espírito de 'tudo ou nada', mas pecava nos passes por conta do nervosismo. Aliás, a pressão mal controlada fez com que o artilheiro do time na competição, Rafael Grampola, perde uma chance incrível. 

Aconteceu aos 23 minutos, quando Fabio Gama lançou o camisa 9 na área. Ele invadiu sozinho, mas, ao invés do chute, tentou o drible em Roniery e acabou perdendo a bola para Fernando Lombardi, que despachou.

Três minutos depois, o Rodrigo Andrade saiu com a redonda pela esquerda. Ele saiu do marcador e lançou Leandro Cearense, que colocou a bola na frente, ganhou na velocidade, entrou na área e acabou chutando de esquerda para fora.

A resposta do Gama aconteceu no lance seguinte. O Gama saiu tocando e avançando aos trancos e barrancos até a bola cair no pé de Ítalo, de 18 anos. O garoto saiu pela ponta e cruzou na área. Rafael Grampola subiu com estilo e cabeceou no ângulo de Emerson, que só observou, aos 29 minutos.

O Paysandu ainda tentava controlar a partida, quando sofreu outro contra ataque. Gualberto e Fernando Lombardi não conseguiram cortar e Rafael Grampola dominou dentro da área. Ele tentou o drible, caiu e o árbitro Elmo Resende marcou o pênalti. Grampola marcou e virou o jogo para o Periquito alviverde, aos 31.

Na reta final da partida, o Paysandu segurou ainda mais o meio-campo e garantiu o placar que, pelo regulamento, o concedeu o título da Copa Verde.

Ficha técnica (Gama 2 x 1 Paysandu)

Gama - Pereira; Pedrão, João Paulo e Eduardo (Formiga); Dudu Gago (Adriano), Lucas Judivan (Ítalo), Michel Pires, Fabio Gama e Héricles; Rafael Grampola e Raone. Técnico: Reinaldo Gueldine
Paysandu - Emerson; Roniery, Fernando Lombardi, Gualberto e Lucas; Ricardo Capanema, Augusto Recife, Celsinho e Raí (Rodrigo Andrade); Fabinho Alves (Raphael Luz e depois Paulinho) e Leandro Cearense. Técnico: Dado Cavalcanti
Gols: Rafael Grampola 29'/2ºT e 34'/2ºT (Gama); Raí 2'/1ºT (Paysandu)
Cartões amarelos: Ítalo e Eduardo (Gama); Emerson, Roniery, Gualberto, Ricardo Capanema, Augusto Recife, Raí e Raphael Luz (Paysandu)
Cartões vermelhos: Raone (Gama); Ricardo Capanema (Paysandu)

Local: Valmir Bezerra (Gama/DF)
Hora: 20h30
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha - GO (ESP)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence - GO (ESP) e Leone Carvalho Rocha - GO (CBF-1)

(ORM News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário