quarta-feira, 1 de junho de 2016

A Lenda do Açaí: Leia matéria completa, muito interessante!

(Atendendo pedidos via e-mail publico algumas curiosidades sobre o nosso Açaí)
Conta a Lenda que há muito tempo atrás, quando ainda não existia a cidade de Belém, vivia neste local uma tribo indígena muito grande. Como os alimentos eram insuficientes, tornava-se muito difícil conseguir comida para todos os índios da tribo. Então o cacique Itaki tomou uma decisão muito cruel. Resolveu que a partir daquele dia todas as crianças que nascessem seriam sacrificadas para evitar o aumento populacional de sua tribo. Até que um dia a filha do cacique, chamada Iaçã, deu à luz uma bonita menina, que também teve de ser sacrificada. Iaçã ficou desesperada, chorava todas as noites de saudades de sua filhinha.

Ficou por vários dias enclausurada em sua tenda e pediu à Tupã que mostrasse ao seu pai outra maneira de ajudar seu povo, sem o sacrifício das crianças. Certa noite de lua Iaçã ouviu um choro de criança. Aproximou-se da porta de sua oca e viu sua linda filhinha sorridente, ao pé de uma palmeira. Inicialmente ficou parada, mas logo depois, lançou-se em direção à filha, abraçando - a . Porém misteriosamente sua filha desapareceu. Iaçã, inconsolável, chorou muito até desfalecer. No dia seguinte seu corpo foi encontrado abraçado ao tronco da palmeira, porém no rosto trazia ainda um sorriso de felicidade e seus olhos negros fitavam o alto da palmeira, que estava carregada de frutinhos escuros. Itaki então mandou que apanhassem os frutos, deles foi obtido um suco avermelhado que batizou de AÇAÍ, em homenagem a sua filha (Iaçã invertido). Alimentou seu povo e, a partir deste dia, suspendeu sua ordem de sacrificar as crianças.

Açaí é um tipo de palmeira da região norte do Brasil, especialmente no estado do Pará, e Amazônia, onde ele é encontrado nas suas florestas no estado nativo, esta árvore pode chegar até 15 metros de altura, sua madeira é fina e para apanhar os frutos usa-se um objeto chamado de peconha, de casca de Envira (árvore de região) ou de saco de sarrapilha, é tipo um laço que se coloca nas pernas e dar apoio para não escorregar.
  
Esta palmeira dá frutos pequenos, quando maduros tem a cor escura, a mesma do seu vinho, seus principais disseminadores: são os tucanos que carregam os frutos espalhando-os pela mata, mas infelizmente o açaizeiro corre risco de extinção de vido as queimadas, e por ele ser também o coqueiro do palmito, já existem plantações desta árvore em fazendas exclusivamente para a extração do palmito, o açaizeiro é um tipo de coqueiro que cresce em touceira (isto é vários péis juntos), mas quando plantado pela mão do homem, em casa ou nos sítios, os nativos são diferentes geralmente um pé ou dois.
 
A árvore que produz o açaí chama-se açaízeiro. É uma espécie de palmeira encontrada no Amazonas, Pará, Maranhão, Acre e Amapá. O açaí pode ser consumido de diversas formas: sucos, doces, sorvetes e geléias. Atualmente é muito consumido o açaí na tigela, onde a polpa é acompanhada de frutas e até mesmo de outros alimentos. Na região amazônica, a polpa do açaí é muito consumida com farinha de mandioca ou tapioca.

A polpa do açaí é um ótimo energético, sendo que cada 100 gramas possui 250 calorias.
 O açaí é uma fruta rica em proteínas, fibras e lipídios.
 Encontramos nesta fruta as seguintes vitaminas: vitaminas C, B1 e B2.
 O açaí também possui uma boa quantidade de fósforo, ferro e cálcio.
 A indústria de cosmésticos nacional e internacional está utilizando o açaí para produzir cremes, shampos e outros produtos de beleza.

 As sementes do açaí são utilizadas no artesanato da região norte.
 As folhas do açaízeiro são usadas para a produção de produtos trançados (bolsas, redes, sacolas, etc) e, devido sua resistência, serve como cobertura de casas (produção de telhados). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário