terça-feira, 14 de junho de 2016

Agora é oficial: Dunga está fora da seleção

Dunga está fora do comando da seleção. A exemplo de seis anos atrás, o técnico de 52 anos disse após o adeus precoce na Copa América que permaneceria à frente da equipe, mas, em seu retorno ao Brasil, teve a sua demissão anunciada pelo presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, e oficializado o fim de seu segundo ciclo em encontro nesta terça-feira, na sede da entidade, no Rio de Janeiro. Ele chegou ao local por volta das 14h40 (horário de Brasília) e recorreu ao estacionamento subterrâneo para fugir da imprensa.

Ao seu lado, estava Gilmar Rinaldi, que também teve a sua saída do cargo de coordenador de seleções comunicada por Del Nero. Os demais membros da comissão técnica, também desligados, tiveram acesso através do lobby principal.
O encontro não durou mais do que 10 minutos.

O desligamento de Dunga já era esperado após o aumento da pressão sobre o seu trabalho com a eliminação da Copa América Centenário ainda na fase de grupos, no último domingo, em Boston, nos Estados Unidos. Ainda na noite passada, a CBF se adiantou e sondou extraoficialmente Tite, do Corinthians.

Ele é aguardado ainda nesta terça-feira, no Rio, para conversar sobre a seleção.
Conforme apurado pelo ESPN.com.br, entre os pedidos da confederação, estará que o gaúcho de 55 anos assuma imediamente o time olímpico também. A lista de 35 nomes tem de ser enviada até a quarta-feira.

A princípio, de acordo com membros de seu estafe, ele não pretende se opor.
Tite quer que a decisão seja feita às claras para evitar qualquer possível rusga com o departamento de base e com o técnico Rogério Micale, que realizou toda a preparação para as Olimpíadas.

Dunga deixa a seleção com 18 vitórias, cinco empates e três derrotas em 26 partidas. Os números positivos se restringem, em sua maioria, a amistosos.
Ao assumir, ele conseguiu sequência de dez vitórias em dez amistosos. Em jogos oficiais, no entanto, bateu apenas Venezuela (duas vezes), Peru (duas vezes) e o Haiti. Ainda como reflexo da falta de resultados em compromissos oficiais, o Brasil ocupa hoje a sexta colocação nas Eliminatórias para 2018.

Comunicado oficial da CBF
A Confederação Brasileira de Futebol comunica que decidiu, nesta terça-feira, dissolver a comissão técnica da Seleção Brasileira. Deixam os cargos o coordenador de Seleções, Gilmar Rinaldi, o técnico Dunga e toda a sua equipe.

A decisão foi tomada em comum acordo durante reunião nesta tarde e, a partir de agora, a CBF inicia o processo de escolha da nova comissão técnica da Seleção Brasileira.
A CBF agradece a dedicação, a seriedade e o empenho da equipe durante a realização do trabalho.
ESPN

Nenhum comentário:

Postar um comentário