sábado, 4 de junho de 2016

Com um a menos, Paysandu é goleado outra vez na Série B

O Paysandu terá de voltar a Belém com o peso de ter sofrido a segunda goleada em apenas seis rodadas da Série B do campeonato brasileiro. Na noite desta sexta-feira (3), o carrasco foi o Bahia, que - com um jogador a mais - venceu por 3 a 0, na Arena Fonte Nova, com gols de bicicleta e de pênalti. Aliás, o primeiro gol do jogo foi uma pintura! Aos 35 minutos do primeiro tempo, Danilo Pires aproveitou uma bola espanada pela zaga do Paysandu e, sozinho na área, acertou uma bicicleta para abrir o placar. Já no segundo tempo, Hernane e Régis, aos 22 e aos 42, respectivamente, ampliaram em cobranças de pênaltis.

 Saiba como foi a partida lance a lance!
A derrota deixou o Paysandu estacionado com cinco pontos, entre os últimos colocados da competição e com grande pressão que - via de regra - costuma culminar com demissões de jogadores ou de técnico. Do outro lado, o treinador Doriva ganhou sobrevida e levou o Baêa de volta à luta direta pelo G4.

Na próxima rodada, o Papão terá a missão de encarar o Náutico (PE), às 19h15 desta terça-feira (7), dentro da Curuzu, em Belém, enquanto que o Bahia irá a Goiânia para pisar no gramado do Serra Dourada, em confronto com o Goiás, às 21h30 do mesmo dia.

1º tempo: lentidão bicolor e golaço tricolor - Paysandu e Bahia entraram em campo com a pressão e o pé pronto para pisar no freio sempre que preciso. Entre inúmeros passes de lado, principalmente entre os zagueiros, a surpresa aconteceu quando os volantes do Papão resolveram inovar. Ricardo Capanema lançou Jhonnatan sozinho na área, mas Marcelo Lomba sai do gol e ficou com a redonda, aos 17.

A resposta do Bahia, porém, aconteceu como manda o figurino. Aos 23, o camisa 10 Renato Cajá recebeu na intermediária e lançou o centroavante Hernane na área. O camisa 9 do Tricolor conseguiu um sutil desvio na redonda e Emerson defendeu tranquilo. 

No minuto seguinte, o Paysandu saiu pela direita e ganhou uma falta. Rafael Costa colocou na área e o zagueiro Domingues subiu mais que todos para cabecear, mas manndou a 'pelota' pela linha de fundo. Marcelo Lomba só observou e ficou aliviado.

Sem espaço para triangulações e jogadas com a bola tocando o gramado, o caminho mesmo era através de cruzamentos e foi assim que saiu o gol... Quer dizer, golaço! Aos 35, Hayner colocou na área e Lucas, ao tentar cortar, cabeceou para trás. A bola ficou 'temperada' na área e Danilo Pires acertou uma bicicleta para abrir o placar.

No último lance do primeiro tempo, Rafael Costa recebeu o passe de Celsinho na entrada da área, ajeitou a bola e o corpo para poder chutar e mandou a bola rente à trave esquerda do goleiro Marcelo Lomba.

2º tempo: Expulsão, dois pênaltis e goleada do Bahia - O Paysandu voltou a primeiro lance de perigo da etapa, mas jogou pela linha de fundo. Foi aos 13 minutos, quando Edson Ratinho recebeu na direita e cruzou para Alexandro, que, na pequena área, subiu com Lucas Fonseca e testou pela linha de fundo. Dois minutos depois, o goleiro do Baêa, enfim, foi exigido, em uma cobrança de falta de Rafael Costa.

Aos 17 minutos, o zagueiro Domingues - que estava bem na partida - avançou com a redonda para tentar ajudar o apagado setor de criação da equipe. Ele acabou perdendo a bola na intermediária de ataque e o Bahia saiu em velocidade. Hernane recebeu na entrada da área e deixou para o meia Régis - que havia acabado de entrar. 

Emerson saiu do gol e cometeu pênalti. Como o arqueiro bicolor já tinha recebido um cartão amarelo na partida por reclamação, foi expulso de campo. Marcão entrou para tentar salvar o Papão, mas Hernane cobrou com maestria e, aos 22, ampliou para o tricolor.

Régis voltou a aparecer bem no ataque baiano e, aos 35, foi para a área para completar um passe de Thiago Ribeiro. O meia viu a bola passar por Marcão e ser levemente desviada por Pablo. Na conclusão, o canhoto tentou o chute com o pé direito e mandou para fora há quatro passos da linha do gol. Incrível!

Acuado e sem opções, o Paysandu assistia ao Bahia, que voltava a atacar aos 38 minutos. Danilo Pires avançou pelo meio e deixou para Thiago Ribeiro, que saiu pela ponta direita e bateu forte. Marcão salvou de ombro. Aos 42, no entanto, Thiago Ribeiro lançou Luisinho na área. O goleiro do Papão saiu estabanado e cometeu outro pênalti. Régis pegou a bola, pediu a cobrança e sacramentou o placar.

Ficha técnica (Bahia 3 x 0 Paysandu)

Bahia - Marcelo Lomba; Hayner, Lucas Fonseca, Jackson e João Paulo; Feijão, Danilo Pires, Juninho e Renato Cajá (Régis); Edigar Junio (Luisinho) e Hernane (Thiago Ribeiro). Técnico: Doriva

Paysandu - Émerson; Edson Ratinho, Pablo, Domingues e Lucas; Ricardo Capanema, Jhonnatan, Celsinho (Raphael Luz) e Rafael Costa (Marcão); Alexandro e Fabinho Alves (Wanderson). Técnico: Dado Cavalcanti

Gols: Danilo Pires 35'/1ºT, Hernane 22'/2ºT e Régis 41'/2ºT
Cartões amarelos: Feijão (Bahia); Celsinho, Edson Ratinho e Émerson (Paysandu)
Cartão vermelho: Émerson (Paysandu)
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Horário: 19h15
Árbitro: Francisco de Paula dos Santos Silva Neto (RS)
Assistentes: Mauricio Coelho Silva Penna (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
(ORM News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário