quarta-feira, 1 de junho de 2016

Em jogo corrido, Paysandu perde para Brasil de Pelotas na B

Em um jogo de poucos lances de perigo, mas muita vontade em campo, o Paysandu foi derrotado pelo Brasil, no estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS), por 1 a 0, na noite de ontem terça-feira (31). A partida foi válida pela quinta rodada da Série B do campeonato brasileiro. O único gol da partida saiu em cobrança de pênalti de Diogo Oliveira. O lance da infração, porém, foi polêmico, uma vez que, ao tentar afastar um cruzamento, o zagueiro bicolor, Pablo, teve a bola batendo em sua perna e, sem seguida, no braço. Tudo isto aconteceu aos 31 minutos do segundo tempo.

 Saiba como foi a partida lance a lance!
Com a derrota, o Papão deixou a 13ª colocação para assumir a 15ª, enquanto que o Brasil de Pelotas se manteve no pelotão que luta pelas quatro primeiras colocações. Atualmente, o clube gaúcho está na 3ª posição.
Na próxima rodada, o Bicola, que nem voltará a Belém, já segue direto a Salvador para enfrentar o Bahia, às 19h1 desta sexta-feira (3), na Arena Fonte Nova. Por outro lado, o Brasil segue em Pelotas, onde vai receber, no estádio Bento Freitas, o Luverdense, às 20h30 do mesmo dia.

1º tempo: muita correria, faltas e pouca emoção - O jogo acontecia sob cerca de 15ºC de temperatura. Muitos jogadores do Paysandu estavam com camisa por baixo do uniforme de jogo além de luvas! Mas o primeiro tempo com o Brasil de Pelotas exigiu muito suor! Os dois times abusaram da disposição em campo, mas pecaram nas criações de jogadas ofensivas. 
O resultado foi muita correria e pouquíssimo trabalho aos goleiros.

Aliás, os goleiros só eram acionados em chutes colocados na área como aconteceu com Eduardo Martini, aos cinco minutos, ao afastar um chute cruzado de manchete, e com Emerson, aos 36, para impedir que o cruzamento de Diogo Oliveira encontrasse Ramon na área.

Os dois lances que mereceram uma atenção diferente foram de reclamações de pênaltis pelo Brasil de Pelotas. No primeiro, aos 16, Ricardo Capanema se atirou por baixo para cortar um chute de Felipe Garcia, que caiu na área e o jogo continuou. Assim  também aconteceu aos 28, quando a bola foi levantada na área e o zagueiro estreante do Papão, Domingues, derrubou novamente Felipe Garcia na área.

No geral, as duas equipes tentaram sair em velocidade, mas pecaram na decisão do último passe. Por jogar em casa, o Brasil tentou mais, enquanto que o Papão buscou os contra golpes.

2º tempo: gol do Brasil e derrota bicolor - O Papão voltou do intervalo e, diferente do que aconteceu na primeira etapa, conseguiu o primeiro lance de perigo de jogo logo no minuto inicial, quando Rafael Costa levantou a bola na cabeça de Wanderson, que desviou e viu Eduardo Martini fazer grande defesa.

Cinco minutos depois, o time xavante conseguiu responder colocando a bola na rede. No lance, o lavantamento na área foi cabeça de Leandro Camilo, que desviou para Diogo Oliveira colocar na rede. A arbitragem assinalou o impedimento do meia gaúcho.

O jogo ficou quente, mas voltou a se desenhar como no primeiro tempo, com muita intensidade no meio-campo e pouca profunidade nos lançamentos verticais. Até que, aos 31 minutos, Wender saiu pela direita e cruzou na área. Pablo tentou cortar. A bola bateu na coxa do zagueiro do Paysandu e, em seguida, atingiu o braço dele. Pênalti marcado e Diogo Oliveira converteu colocando a bola no meio do gol.

O gol tirou o equilíbrio do Papão que contou com Emerson para salvar em dois momentos de falhas defensivas. No primeiro, Rodrigo Andrade perdeu a bola na frente da área defensiva e Felipe Garcia finalizou na saída do goleiro bicolor, que defendeu com o pé direito, aos 38. Já aos 44, foi a vez de Nena aproveitar desatenção alviazul para entrar sozinho na área. Ele chutou e Emerson rebateu com o pé novamente.

Ficha técnica (Brasil 1 x 0 Paysandu)

Brasil - Eduardo Martini; Wender, Cirilo, Leandro Camilo e Marlon; Leandro Leite, Washigton, Felipe Garcia e Diogo Oliveira (Marcão); Marcos Paraná (Nena) e Ramon (Nathan). Técnico: Rogério Zimmermann

Paysandu - Emerson; Roniery (Edson Ratinho), Fernando Lombardi, Domingues e Pablo; Ricardo Capanema, Augusto Recife (Rodrigo Andrade), Jhonnatan (Raphael Luz) e Rafael Costa; Fabinho Alves e Wanderson. Técnico: Dado Cavalcanti

Gol: Diogo Oliveira 31'/2ºT (Brasil)
Cartões amarelos: Cirilo e Marcos Paraná (Brasil); Emerson, Domingues, Rodrigo Andrade e Augusto Recife (Paysandu)
Local: Bento Freitas (Pelotas/RS)
Hora: 19h15
Árbitro: Claudio Francisco Lima E Silva - SE (ESP)
Auxiliares: Neuza Ines Back - SC (FIFA) e Clair Dapper - SC (CBF-2)
(ORM News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário