quinta-feira, 16 de junho de 2016

Ex-membros de conselho escolar em Belterra são acusados de desvio

O ex-presidente e a ex-tesoureira do conselho escolar da Escola Municipal São Francisco, em Belterra, foram conduzidas até a delegacia da Polícia Federal, em Santarém, oeste paraense, para prestar esclarecimentos sobre o desvio de recursos públicos federais da Educação do município. Os mandados de condução coercitiva foram cumpridos na operação 'Nominal', deflagrada ontem quarta-feira (15).

 Os dois são acusados de desviar R$ 20 mil do Programa Dinheiro Direto na Escola do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Os desvios ocorreram entre os anos de 2012 e 2014, e representam 2/3 dos R$ 30 mil recebidos no período. Um ex-servidor da Secretaria Municipal de Educação do município é procurado por suspeita de fraudar a  prestação de contas do ex-presidente e da ex-tesoureira. 

Segundo a polícia, o desvio foi identificado por meio da emissão de cheques nominais do conselho escolar em benefício de um servidor da prefeitura de Belterra. Os cheques eram assinados pelo presidente e pela tesoureira do conselho. 

Foram apreendidos documentos e um computador particular, que serão utilizados no aprofundamento das investigações. O delegado Ricardo Rodrigues explicou que o conselho escolar presta contas do dinheiro gasto junto à prefeitura e posteriormente ao FNDE. Não há informações sobre mais desvios de recursos em outras escolas da região.  (ORM News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário