segunda-feira, 6 de junho de 2016

Galileu comemora dois anos com título de certificação de qualidade

Bolo, convidados especiais e o reconhecimento oficial pela qualidade dos serviços prestados para a população, marcaram o início da semana de comemoração dos dois anos do Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém. Na manhã desta segunda-feira, 6, foi realizada uma pequena cerimônia para comemorar o aniversário junto à pacientes e colaboradores e para a entrega da certificação pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) como ONA1 – Acreditado, que se constitui em um dos maiores títulos da área da saúde no Brasil. O Galileu foi criado para dar retaguarda ao Hospital Metropolitano.

O Galileu é o primeiro hospital público da Região Metropolitana a ser Acreditado pela ONA. O pioneirismo foi destacado pelo secretário estadual de Saúde, Vitor Mateus. “O Galileu é um hospital que vem avançando com a oferta de serviços tão essenciais para a rede de saúde da região. 

Este é um diferencial que tem nos dado orgulho e essa certificação conquistada hoje é a tradução do esforço da equipe do hospital, pela melhoria da qualidade de serviços para a população que aqui vem sendo praticada”, avaliou o secretário que acredita que a certificação ratifica a gestão forte e qualificada do hospital que é gerido pela Organização Social (OS) Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

O médico Péricles da Cruz, analista de Qualidade da ONA, explicou que a instituição analisa e certifica hospitais, clínicas e outros serviços de saúde com foco voltado para a qualidade no atendimento e a segurança do paciente. O Galileu foi avaliado no período de 9 a 12 de maio, quando a equipe especializada pôde conferir pessoalmente que a unidade de saúde seguia uma série de padrões na área de segurança médica e no cumprimento das legislações por parte da instituição, determinantes para a conquista da Acreditação.

“Temos três níveis de certificação e o Galileu recebeu o primeiro deles. Não é muito comum isso ocorrer em hospitais estaduais”, pontuou o analista da ONA, que considera fundamental a participação de todos os colaboradores para o resultado positivo. “Toda a equipe, desde a direção até a manutenção, e o governo do Estado precisam estar envolvidos no processo. Quando todo mundo se envolve, evidente que a resposta é muito boa, eficiente e rápida. 

Por isso que eles conseguiram essa certificação nesse curto espaço de tempo e, o melhor, é que a gente observa que é uma ação natural de todos os colaboradores, e não uma imposição da diretoria”, destacou Péricles da Cruz.

Em dois anos de fundação, o hospital Galileu alcançou números que surpreendem. Foram realizados mais de 150 mil exames, 7.500 atendimentos e 5 mil cirurgias. Com cerca de 450 colaboradores, o hospital público mantém uma média de satisfação de 96%, um saldo comemorado pelo diretor geral do Galileu, Saulo Mengarda. “Temos muitos motivos para comemorar, mas o principal deles é a plena recuperação dos nossos pacientes. 

A Acreditação ONA 1 que recebemos valida todo o trabalho que fazemos diariamente e reconhece os esforços feitos para o funcionamento com qualidade do hospital”, reiterou Mengarda que acredita que o Galileu pode alcançar o ONA 3 nos próximos três anos.

O diretor geral também destacou a prestação de serviços ambulatoriais iniciada hoje. 
O paciente que antes tinha que fazer os últimos acompanhamentos no Metropolitano, agora inicia e encerra o tratamento no próprio Galileu. “O ambulatório chega pra gente fechar o ciclo de qualidade no atendimento, pois agora nós podemos atender o paciente até a liberação dele para a alta domiciliar, para que ele tenha o melhor atendimento possível”, disse Saulo Mengarda ao contar que o hospital teve que adequar a estrutura física para comportar as salas de consulta e de curativo, além de ampliar a equipe médica de enfermagem para prestar atendimento ambulatorial.

O Hospital Galileu atende baixa e média complexidades em cardiologia, trauma-ortopedia e clínica médica. O trabalho é realizado de forma humanizada, prezando pelo bem estar e segurança dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), em tratamento na unidade. O mototaxista Oswaldo Pantoja, de Santa Isabel do Pará, sofreu um acidente no trabalho e segue internado no hospital público. 

“Eu achava que em hospital público ninguém ligava pra gente, que se fosse pra ficar bom tinha que gastar muito dinheiro, mas não é assim. É uma felicidade grande sair daqui e dizer pra todos que fui bem atendido”, elogiou o paciente Oswaldo Pantoja que ficou muito satisfeito com o atendimento do Galileu.

Também internado por causa de um acidente de moto, o assistente administrativo Jackson Ferreira Carvalho, morador de Abaetetuba, foi encaminhado para o Galileu após passar por uma cirurgia delicada no Hospital Metropolitano. Ele conta que teve medo de perder a perna devido a gravidade do acidente, agora segue confiante na plena recuperação. “Graças aos excelentes profissionais aqui da unidade posso dizer que estou muito feliz, porque eu não tenho mais risco de perder a minha perna”, disse.

Concurso - Como parte da programação de aniversário de dois anos de funcionamento do Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), a unidade promoveu um concurso para eleger o depoimento que melhor expressa o carinho e amor dos profissionais em fazer parte da equipe. Dentre os benefícios da iniciativa se destacou o fortalecimento das relações no hospital. Aliás, o espírito de ajuda foi um dos aspectos relatados no depoimento vencedor do concurso, assinado pela técnica de enfermagem Clesse Monteiro Pereira, que atua na unidade desde a sua inauguração em 2014.

Em seu depoimento, a colaboradora comentou sobre a importância do trabalho em equipe e o compromisso em garantir o atendimento humanizado aos usuários. “Aqui me sinto como parte de uma grande família, na qual todos se dão as mãos e se respeitam. Problemas existem, mas, com disposição e amor pelo que fazemos, sempre encontramos as soluções adequadas. Fazemos isso pensando no bem-estar dos usuários, na qualidade do atendimento que estamos dando a eles”, contou Clesse.

O aniversário de dois anos do Hospital Galileu será comemorado durante toda a semana, com diversas programações para o público interno e comunidade em geral. A programação segue abaixo:

Programação do aniversário de dois anos do HPEG
Local – Hospital Público Estadual Galileu (HPEG)
Endereço – Rodovia Mário Covas, 2553 – Una

Terça-feira (07/06)
9h / 10h / 11h / 16h - Cine Galileu - Apresentação de curta metragem para os colaboradores do HPEG
17h – Cine Galileu - Apresentação de curta metragem para os colaboradores do HPEG Noite
22h – Cine Galileu - Apresentação de curta metragem, acompanhado de lanche para os colaboradores do HPEG

Quarta-feira (08/06)
11h e 17h– Palestra Educativa – Estresse Ocupacional
Palestrantes: Léa Azevedo/Jeniffer Lopes
22h – Cine Galileu - apresentação de curta metragem, acompanhado de lanche para os Colaboradores do HPEG

Quinta-feira (09/06)
10h30 / 16h30 / 21h30 – Caça-talento HPEG

Sexta-feira (10/06) – Ação extramuros
10h – Palestra: “Reaproveitamento de alimentos”
Palestrante: Thatyelle Pantoja
10h – Ginástica Laboral para colaboradores com participação do SESI
14h – Solenidade de encerramento com a certificação dos colaboradores e prestadores de serviços.
Por Dani Filgueiras - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário