segunda-feira, 6 de junho de 2016

Remo bate o River no Piauí e consegue 1ª vitória na Série C

Com sufoco, lances bizarros dos goleiros e um atraso de mais de uma hora por falha no sistema de iluminação do estádio Albertão, o Clube do Remo conseguiu sua primeira vitória na disputa da Série C do campeonato brasileo, em Teresina (PI), na noite de ontem domingo (5). O primeiro gol da partida aconteceu logo aos novo minutos do primeiro tempo em cabeceio do zagueiro Brinner e falha do goleiro do Galo CArijó, Naylson. Aos 18, foi Fernando Henrique - goleiro do Remo - quem falhou e originou o lance que terminou com o empate do River através de Tote. Já aos 46 da etapa inicial, Edno foi para a área e testou com categoria para sacramentar a vitória azulina.

Saiba como foi a partida lance a lance!
Além de tirar a cisma de sete jogos e quase um mês sem vitórias, o resultado tirou o Remo da zona de rebaixamento para a sexta posição na tabela de classificação da Terceirona. O River, por sua vez, ficou na posição que era do Leão, em nono.

O Remo volta a Belém na madrugada desta terça-feira (6) e passa a pensar no confronto contra o Botafogo da Paraíba, às 18h deste spabdao (11), no Mangueirão, em Belém, com transmissão lance a lance pelo ORM News. Bem diferente do Galo Carijó, que arruma a bagagem para ir a Arapiraca para enfrentar o ASA, às 16h deste domingo (12), no estádio Coaracy Fonseca.

1º tempo: falhas dos goleiros e eficiência de atacante - Com a torre de iluminação resolvida, o jogo começou em ritmo desacelerado no Albertão, em Teresina (PI). Muito por conta do tempo perdido entre o primeiro e o segundo aquecimento, os jogadores mostravam falta de concentração em campo.
A primeira grande amostra deste quadro aconteceu aos nove minutos, quando Eduardo Ramos cobrou falta em forma de cruzamento e Brinner - livre de marcação - cabeceou. O goleiro Naylson foi na bola e chegou a tocar nela com a mão esquerda, mas, na queda, acabou mandando a bola para o fundo da rede.

Nove minutos depois, foi a vez do goleiro do Remo, Fernando Henrique, falhar, porém, de uma forma bem mais bizarra. O lance aconteceu em uma saída de bola, que o goleiro remista foi avançando com a redonda na mão e, no momento da reposição, pisou fora da área e foi marcada a infração. Na cobrança, Tote chutou forte no canto do camisa 1 do Leão e empatou a partida.

Após um lance - no mínimo - estranho de Jussandro, que tentou driblar e caiu sozinho, o técnico Marcelo Veiga colocou Levy na lateral direita e deu certo. Aos 46, o camisa 13 recebeu na ponta e cruzou na medida para Edno, que chegou sem ser incomodado à área e testou com categoria para a rede. 2 a 1 Remo.

2º tempo: pressão do River e vitória remista - Para não perder a segunda em casa de forma consecutiva, o técnico Capitão resolveu colocar o time para o ataque e aumentar a estatura do time com a entrada do polivalente Rafael Araújo. Aos 9 minutos, este mesmo jogador tirou a bola de Allan Dias e iniciou a jogada que culminou com a entrada de Fabinho na área. O atacante saiu em disparada e chutou forte, mas Max cortou.

O Leão foi ficando cada vez mais acuado e o Galo Carijó estufou o peitoral ao se jogar de vez ao ataque. Aos 20 minutos, Junior Xuxa lançou Tote, que tocou para Fabinho chutar forte e mandar a redonda muito perto do gol de Fernando Henrique, que só observou. Quatro minutos depois, Fabinho voltou a aparecer sem marcação no ataque e chutou para uma grande defesa de FH.

Aos 27, Tote foi para mais uma cobrança de falta. O camisa 2 esperou a chegada dos zagueiros para bater em forma de cruzamento e assim o fez, mas a bola seguiu sem ser desviada por ninguém e só parou na trave esquerda do Remo. Na sequência do lance, Tote encontrou Fabinho na área. O camisa 11 foi acionado dentro da pequena área e chutou todo torto pela rede do lado de fora do gol.

A última oportunidade do River aconteceu novamente com Fabinho, que recebeu o lançamento de Amarildo e chutou cruzado para outra defesa de Fernando Henrique que saltou para afastar o perigo.

Ficha técnica (River 1 x 2 Remo)

River - Naylson; Tote, Paulo Paraíba, Jadson e Renan oliveira (Rafael Araújo); Amarildo, Rogério (Esquerdinha), Edu Amparo (Thiago Dias) e Júnior Xuxa; Diego Lira e Fabinho. Técnico: Capitão

Remo - Fernando Henrique; Murilo, Brinner, Max e Jussandro (Levy); Michel Schmoller, Yuri, Allan Dias (Lucas Garcia) e Eduardo Ramos; Fernandinho (Héricles) e Edno. Técnico: Marcelo Veiga

Gols: Brinner 9'/1ºT (Remo), Tote 19'/1ºT (River) e Edno 46'/1ºT (Remo)
Cartões amarelos: Michel Schmoller e Yuri (Remo)
Estádio: Alberto Silva, Teresina (PI)
Hora: 19h 
Árbitro: Gleidson Santos Oliveira - BA (CBF-2)
Auxiliares: Paulo de Tarso Bregalda Gussen - BA (CBF-2) e Carlos Eduardo Bregalda Gussen - BA (CBF-2)
(ORM News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário