sábado, 9 de julho de 2016

Cidade histórica de Bragança completa 403 anos em pleno desenvolvimento

O município histórico de Bragança, no nordeste paraense, completou 403 anos ontem sexta-feira, 8, e celebrou o crescimento impulsionado principalmente pelos atrativos turísticos. A Pérola do Caeté, como é conhecida, recebe visitantes das mais diversas partes do mundo, que buscam desfrutar de suas belezas naturais, patrimônio arquitetônico e cultural, além da receptividade calorosa do povo bragantino. Banhada pelo rio Caeté, a cidade reserva a beleza exuberante da praia de Ajuruteua, além de atrair anualmente, em dezembro, cerca de 80 mil fieis na festa popular da Marujada em louvor a São Benedito. 

 Bragança possui, atualmente, cerca de 121.000 habitantes (IBGE, 2015), sendo que a população economicamente ativa está distribuída nos setores da agropecuária, indústria e serviços, gerando uma forte economia que contribui para o índice do Produto Interno Bruto (PIB) paraense, e dessa forma segue atraindo investimentos governamentais e privados nos mais diversos setores.

Distante 212 quilômetros da capital paraense, o município é o último ponto da Rota Turística Histórica Belém-Bragança, um passeio rodoviário que já é considerado patrimônio cultural e imaterial dos paraenses. O roteiro especial passa por várias estradas do Estado que é um verdadeiro museu a céu aberto, com inúmeras atrações para quem quer descobrir novas paisagens do Pará.

Conhecida no município pelo seu alto astral e sorriso largo, a gerente de posto de combustível Maria Sinforosa, 55 anos, nasceu e cresceu em Bragança e diz que jamais pensou em trocar sua cidade natal por outro lugar do mundo. “Sou apaixonada pela minha terra. O povo bragantino, assim como eu, é um povo alegre, hospitaleiro, rodeado de belezas naturais e com festas o ano inteiro. Minha cidade oferece tudo o que preciso e por isso tenho, sim, muito orgulho das minhas raízes bragantinas”, declarou.

Obra nas estradas        
O governo do Estado investe na recuperação e conservação das estradas paraenses para deixar o caminho aos balneários mais rápido e seguro. Neste sentido, está sendo realizada, por meio da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), a recuperação do trecho de 37 quilômetros da PA-487, que liga Bragança à Praia de Ajuruteua.
Segundo o secretário de Estado de Transportes, Kleber Menezes, “recentemente o governo do Estado concluiu as obras de todas as pontes desse perímetro em concreto. Agora será feito um novo recapeamento integral da estrada”, declarou o secretário.

Abastecimento de água
A Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) terminou neste mês de julho o serviço de substituição do registro de 400 mm do Reservatório do Elevado de Bragança. A partir de agora, a cidade terá abastecimento em tempo integral.
De acordo com o coordenador técnico da Unidade de Negócios do Nordeste, Ronildo Farinha, com a substituição, a Cosanpa amplia o abastecimento de água à população. “Poderemos agora reservar água nos horários de baixo consumo, como de madrugada, por exemplo, e empregar tal reserva nos horários de pico de abastecimento durante o dia”, explicou.

Ambulância
O município recebeu, no ultimo mês de junho, uma ambulância do Governo do Estado para facilitar o transporte dos pacientes da região do Rio Caeté. A ação de entrega ocorreu no auditório da Casa Civil, em Belém, com a presença do chefe da Casa Civil, José Megale, da secretária adjunta da Sespa, Heloísa Guimarães, do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Márcio Miranda e do deputado Miro Sanova, autor da emenda.

“Cada vez que o Estado entrega mais um veículo de saúde, uma ambulância, por exemplo, pensamos em quantas pessoas poderão ser beneficiadas e socorridas. É muito gratificante ver os parlamentares colaborando com a saúde do Estado, fechando parcerias com a população e possibilitando levar, de forma mais segura e mais eficaz, acesso à saúde dentro de ambulâncias”, disse Heloísa Guimarães.

Cheque Moradia
Durante o 63º Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social, que ocorreu em junho em Goiânia (GO), a Companhia de Habitação do Pará (Cohab) recebeu o Prêmio Selo de Mérito. A Cohab concorreu com o projeto Cheque Moradia na Rota Turística da Estrada de Ferro de Bragança, classificado na categoria Atendimento Rural.

A diretora de Programa Especial de Moradia da Cohab, Ana Célia Cruz, explicou que o projeto, além de levar desenvolvimento para a região, proporcionou aos moradores da região Bragantina mais segurança e dignidade. O projeto Cheque Moradia na Rota Turística teve investimento total de R$ 2,677 milhões, incluindo parceria do setor privado. Todos os recursos para o programa são provenientes de renúncia fiscal, e a aplicação é exclusivamente para compra de materiais de construção, cabendo ao beneficiário o custeio da mão de obra.

Ciop
Em 2015, foi implantado em Bragança mais um Centro Integrado de Operações (Ciop) com o objetivo de agilizar o atendimento à população e otimizar os recursos do sistema de segurança. Com a unificação dos sistemas, hoje o 190 atende as chamadas feitas para as polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe) e o Centro de Perícias Científicas (CPC) Renato Chaves.

Segundo o diretor do Ciop, tenente coronel PM Marcus Roberto Alves Miranda, o objetivo é proporcionar um atendimento rápido e eficaz ao cidadão na área de segurança pública. “Pelo telefone 190 ou por meio do vídeo-monitoramento, estamos em contato com a população. O Ciop visa organizar o suporte necessário para o atendimento rápido e eficiente, além de facilitar o planejamento operacional e a coordenação das atividades específicas e conjuntas dos órgãos de segurança pública”, afirma.

Pro Paz Mulher
Desde o dia 8 de março deste ano, o Pro Paz passou a oferecer, em Bragança, um atendimento mais interligado, ágil e seguro. É que começou a funcionar o sistema de informação que permite a integração de serviços médico, psicossocial, de defesa social e perícia em um único espaço virtual. Com a nova ferramenta digital, será possível traçar o perfil da vítima e do agressor, bem como mapear os bairros com maior registro de ocorrências.
“Essas informações vão ajudar nas tomadas de decisões e no planejamento das ações, além de possibilitar uma estatística mais segura e precisa”, diz a coordenadora do Pro Paz Mulher, Raquel Viana.

Modelo de atendimento pioneiro no Brasil, por adotar uma concepção de trabalho que agrega, em um único espaço, todos os serviços necessários a uma assistência imediata, humanizada e eficaz às vítimas de violência, o Pro Paz Mulher dispõe de uma equipe multidisciplinar que integra profissionais de assistência social, psicologia e médicos, além de contar com os núcleos de Responsabilização do Agressor (a cargo da Polícia Civil) e Jurídico (onde atuam o Ministério Público, Defensoria Pública e Tribunal de Justiça). 

Também dispõe de serviço pericial, que oferece exames especializados e emissão de laudos para constatação de abuso sexual ou agressão física.
- Núcleo Zona Bragantina - Rua Martins Pinheiro, s/n, esquina com Duque de Caxias, bairro Alegre, Bragança.

Curso de Medicina
O Governo do Estado apoia a implantação do curso de medicina em Bragança. Em dezembro de 2015, uma comissão do Campus Universitário de Bragança da Universidade Federal do Pará (UFPA) esteve presente na Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) para discutir a proposta de criação do curso de graduação no município. Na reunião, o titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello, assinou uma declaração de apoio à iniciativa, afirmando o compromisso de contrapartida do Governo do Estado para o desenvolvimento do curso. 

Bragança foi uma das cidades selecionadas para aderir a implantação do curso de medicina, através do Programa Mais Médicos, que busca diminuir as carências médicas em áreas prioritárias no Brasil. Após a adesão, o município recebeu no período de 21 a 23 de outubro de 2015, a comissão avaliadora do Ministério da Educação (MEC), que ao final das visitas técnicas, deu parecer favorável a implantação do curso de medicina em Bragança, por possuir os requisitos estabelecidos pelo Ministério da Saúde (MS). Outros encontros entre a comissão e a Sectet estão sendo agendados para prosseguir com o desenvolvimento do curso, o qual tem previsão de início para 2017. 

Liceu de Música
A antiga escola Monsenhor Mâncio, em Bragança, está sendo restaurada para a implantação do Liceu de Música e a construção no mesmo sítio de um moderno teatro, com capacidade para abrigar 300 pessoas. A obra está orçada em R$ 11.710.731,23.

Turismo
Em dezembro, o turismo se converte na atividade que mais aquece a economia do município, que recebe visitantes para participar da festividade da Marujada em homenagem a São Benedito, santo protetor dos escravos e padroeiro da cidade. A irmandade da Marujada foi fundada em 1798, por 14 escravos africanos que viveram em Bragança. Eles receberam a permissão de seus senhores, na época, para criar a irmandade em homenagem ao seu protetor, São Benedito. 

Como agradecimento, os escravos dançaram os ritmos da Marujada na casa dos benfeitores. A devoção mantém viva uma das mais belas festas religiosas iniciadas pelos escravos no Brasil. A Marujada é motivo de orgulho para o povo bragantino.
Além da Marujada, acontece também em Bragança o Círio de Nossa Senhora de Nazaré, quando, no mês de novembro, turistas e bragantinos enchem as ruas da cidade em uma grande procissão de fiéis para agradecerem as graças alcançadas e fortalecer a fé.  

Belezas naturais
Os atrativos naturais ficam por conta dos diversos furos e igarapés e da famosa praia de Ajuruteua, localizada a 36 quilômetros de Bragança e um dos destinos mais procurados por veranistas de todo o Estado durante o mês de julho. O balneário tem 30 km de praia oceânica, oferecendo ao visitante uma paisagem encantadora.
Por Thays Del Rosário - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário