sábado, 23 de julho de 2016

Fim de semana vai ser de muito sol e calor na maior parte do Pará

A previsão é de muito sol e calor neste quarto fim de semana de julho, segundo prevê o boletim de meteorologia da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), divulgado ontem sexta-feira (22). O tempo será estável durante a maior parte do período, com possibilidade de chuva com intensidade variada durante a noite na maior parte do Pará. A previsão é que, na Região Metropolitana de Belém, o tempo esteja quente e abafado no fim de semana, principalmente no domingo (25). As manhãs serão de céu claro, mas a população deve ficar atenta à possibilidade de chuvas e trovoadas, que devem ocorrer pela tarde e no início da noite. A temperatura deve ficar entre a máxima de 33º C e mínima de 23º C.

Em Salinas e outros municípios do nordeste do Estado a previsão aponta céu claro com poucas nuvens pelas manhãs e chuva fraca e rápida no fim da tarde e início da noite.  As temperaturas ficam com máxima de 32º C e mínima de 21º C. No Marajó e na região do Baixo Amazonas/ Calha Norte, as manhãs vão variar entre céu claro e parcialmente nublado, e durante a tarde haverá chuvas fracas e isoladas. A máxima no Marajó chega a 33º C e a mínima, a 21º C.

No Baixo Amazonas as temperaturas chegarão a 32º C, com mínima de 22º C. No sudeste e sudoeste do Pará, não há previsão de chuva. A população e os veranistas devem ficar atentos às altas temperaturas no sudeste, onde a máxima será de 38º C e a mínima, de 19º C. No sudoeste, a máxima chega a 34º C e a mínima a 22º C.

Tábua de Marés
O boletim da Semas informa ainda que os banhistas devem ficar atentos para a ocorrência de marés altas no litoral paraense. Em Belém, ela será por volta das 13h40 no sábado (23) e das 14h20 no domingo (24), chegando a 3,3 metros. Quem estiver em Salinas precisa ficar atento às 9h40 do sábado e 10h30 do domingo, quando a maré mais alta será de 4,9 metros. Em Mosqueiro, é necessário cuidado especialmente no sábado, no horário de 12h45, e no domingo, às 13h30, quando a maré alta chegará a 3,5 metros.
Por Naiana Gaby Ferraz Monteiro Santos - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário