quarta-feira, 27 de julho de 2016

Ideflor-bio e Emater plantam 50 árvores no Parque da Cidade

Cinquenta mudas de árvores foram plantadas coletivamente no Parque da Cidade de Santarém, no Oeste do Pará. A ação foi uma iniciativa do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor), em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater-PA) e as idealizadoras do aplicativo “Green Baby” - software criado para a adoção de árvores na Amazônia.

Recuperação  - As mudas plantadas são de árvores de andiroba, paricá, cupuaçu, abiu e tamarindo. Futuramente, elas contribuirão com sombras e frutos, cobrindo 735 m² do local. O Parque da Cidade foi escolhido para receber as mudas por ser uma das áreas do município que tem grande foco voltado para a conservação ambiental. Além disso, é um dos únicos pontos verdes do núcleo central de Santarém, e recebe constantemente visitantes em busca de atividades de recreação e esportivas.

A área foi atingida no ano passado por um incêndio, que devastou cerca de 30% dos 22 hectares do parque, prejudicando, inclusive, a área onde se situava o viveiro de plantas. “Por conta disso, indicamos o local para receber as mudas de árvores. A área foi bastante atingida e agora estamos desenvolvendo esta ação de recuperação do local”, esclarece a Engenheira Florestal do Ideflor-bio, Paula Pereira.

Aplicativo verde - A atividade foi propícia também para o lançamento dos plantios de mudas do Projeto “Green Baby”, que está em fase de desenvolvimento e possibilita a usuários de qualquer parte do mundo adotar árvores a serem plantadas e cuidadas na Reserva Extrativista (Resex) Tapajós–Arapiuns. Através do aplicativo, que está em fase de desenvolvimento e foi criado por estudantes de Santarém, é possível contribuir para o reflorestamento da Amazônia, o desenvolvimento sustentável e a preservação de espécies nativas.

“O Ideflor-bio tem o conhecimento técnico do plantio de mudas. Com esse trabalho, também vamos melhorar o conforto térmico do local, além de utilizar espécies nativas da área e resgatar a cultura de Santarém”, defendeu o  Engenheiro Florestal Murilo Moda, integrante do instituto. Moda ressaltou que a união com o “Green Baby” foi mais do que necessária para a recuperação do Parque da Cidade.

Enquanto o projeto “Green Baby” consolida seu aplicativo, as idealizadoras já entram em ação para divulgar o trabalho e conseguir mais adeptos para a causa. “Buscamos constantemente parcerias e a ajuda do Ideflor-bio veio em um momento muito bom para nós. Estamos otimistas quanto à colaboração dos moradores da região. Posteriormente, também usaremos o aplicativo em outros locais que necessitem desse tipo de ajuda”, planeja Waykyru Bentes, uma das coordenadoras do projeto.
Por Denise Silva - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário