quinta-feira, 21 de julho de 2016

Papão vence o frio, mas empata sem gols com o Juventude

Apesar da temperatura oscilando entre 4ºC e 6ºC, Paysandu e Juventude conseguiram fazer um jogo que saiu de morno no primeiro tempo para quente no segundo tempo. O placar, porém, manteve a escrita bicolor, que somou mais um jogo em 0 a 0. O confronto aconteceu no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), pela primeira rodada da terceira fase da Copa do Brasil. O resultado deixou a decisão aberta para a partida que está marcada para acontecer às 19h30 da quarta-feira (27), na Curuzu, em Belém. Outro empate em 0 a 0 levará a definição da vaga na quarta fase da competição para as penalidades. Qualquer empate com gols favorecerá o Juventude.

 Saiba como foi a partida lance a lance!
Vale destacar que, no geral, o Papão conseguiu se sobressair ofensivamente, principalmente no segundo tempo. Fernando Lombardi, Fabinho Alves, Celsinho e Leandro Cearense perderam grandes chances de gol.

Quem conseguir a classificação receberá uma cota de R$ 880 mil como premiação da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e enfrentará um dos clubes do pote A deste ano, composto por Cruzeiro (MG), Santos (SP), Flamengo (RJ), Fluminense (RJ), Vasco (RJ), Atlético Paranaense, Botafogo (RJ), Coritiba (PR), Goiás (GO) e Figueirense (SC).

1º tempo: Paysandu travado e jogo 'morno' - Em meio ao frio, Paysandu e Juventude fizeram um duelo sem tantas emoções. O início, porém, foi quente! Isto porque, ainda no primeiro minuto, uma falha do zagueiro Gilvan deixou Hugo Guimarães de cara com o goleiro Emerson, na área. O camisa 9 do Periquito reagiu no reflexo e chutou pela linha de fundo.

O Papão errava passes consecutivos, enquanto que o time de Caxias do Sul (RS) aproveitava os espaços deixados no gramado para avançar. O resultado foi mais um lance de perigo aos 17 minutos, quando outra falha na defensiva do Paysandu deixou a redonda sobrar para Felipe Lima, na entrada da área. O atacante do Ju chutou forte e Emerson se esticou todo para espalmar pela linha de fundo.

A única oportunidade de gol do Bicola aconteceu aos 20 minutos. No lance, Rafael Costa cobrou o escanteio da esquerda e a bola foi na cabeça de Fernando Lombardi, que testou com categoria e mandou a redonda na trave. O goleiro Elias só observou.
O jogo caiu - e muito - de produção. As duas equipes tentavam atacar pelas pontas, mas sem sucesso nas decisões pelas melhores jogadas. No Paysandu, especificamente, os erros de passe foram uma tônica até o minuto final.

 2º tempo: Paysandu melhor, mas com placar zerado  - O Paysandu voltou para o segundo tempo melhor organizado em campo e o reflexo foi um crescimento vertiginoso no rendimento da equipe.

A primeira boa chance aconteceu aos quatro minutos, quando Leandro Cearense disputou a bola no meio-campo, ganhou e lançou Fabinho Alves, que escapara sozinho por trás da marcação. O atacante bicolor entrou na área e bateu na saída do goleiro Elias, que salvou com o pé.

O Papão comandava e, aos 10, uma triangulação pela esquerda foi concluída com o cruzamento rasteiro de Lucas para a área. Leandro Cearense conseguiu se antecipar à marcação e bateu de primeira no canto, mas Elias praticou outra grande intervenção.
O time de Gilmar Dal Pozzo continuava pressionando. Aos 26, Leandro Cearense recebeu na direita, puxou para o meio e tocou em Rafael Costa, que enxergou a chegada de Fabinho Alves pela esquerda. O atacante recebeu a bola e bateu de primeira, do bico da grande área, mas mandou pela linha de fundo.

Dez minutos depois, o Bicola ainda teve mais duas oportunidades. A primeira foi quando o passe de Rafael Costa foi na direção de Celsinho, que acabara de entrar na partida. O camisa 20 chutou da marca do pênalti, mas foi travado pela defensiva gaúcha. Na sequência, o próprio Rafael Costa completou um cruzamento de Roniery, da direita, mas Elias voltou a interceptar e espalmou pela linha de fundo.

Ficha técnica (Juventude 0 x 0 Paysandu)

Juventude - Elias; Carlinhos, Neguete, Klaus e Pará; Wanderson (Bruninho), Lucas (Sananduva), Vacaria e Wallacer (Jeferson); Felipe Lima e Hugo Guimarães. Técnico: Antônio Carlos Zago

Paysandu - Emerson; Roniery, Fernando Lombardi, Gilvan e Lucas; Domingues, Augusto Recife, Hiltinho (Ruan) e Rafael Costa; Fabinho Alves (Raphael Luz) e Leandro Cearense (Celsinho). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Cartões amarelos: Lucas (Juventude); Emerson, Domingues e Rafael Costa (Paysandu)
Local: Alfredo Jaconi (Caxias do Sul/RS)
Hora: 19h30
Árbitro: Rafael Traci - PR (ASP-FIFA)
Assistentes: Neuza Ines Back - SC (FIFA) e Nadine Schramm Camara Bastos - SC (FIFA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário