quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Edição 2016 do Pro Paz Enem será lançada neste sábado

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) registrou 9.276.328 inscritos no país, de acordo com balanço divulgado pelo Ministério da Educação. Somente na região Norte foram 3.077 inscrições. Diante do número expressivo e com o objetivo de preparar estudantes da rede pública estadual de ensino para a prova, a Fundação Pro Paz e a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) promove este ano mais uma edição do projeto Pro Paz Enem, que leva aulões sobre os principais temas do conteúdo programático do exame para alunos da capital e do interior do estado. A aula inaugural do projeto será ministrada neste sábado (27), no auditório da Faculdade Estácio, antigo Instituto de Estudos Superiores da Amazônia (Iesam).

Iniciado em 2015, o Pro Paz Enem atendeu 12 mil estudantes com "aulões" realizados em Belém e também em municípios do interior. Este ano, além da capital, o projeto contemplará os estudantes de Castanhal, Capanema, Breves, Portel, Santarém e Abaetetuba. As aulas são gratuitas e ministradas por professores da Seduc e especialistas da rede particular de ensino contratados pela Fundação Pro Paz. Esta edição traz ainda uma inovação: as apostilas do conteúdo programático serão disponibilizadas para download online aos alunos inscritos nas aulas.

A aula inaugural deste sábado (27) será ministrada de 8h ao meio-dia no auditório da Faculdade Estácio. As atividades são destinadas a estudantes de escolas públicas, mas qualquer aluno pode se inscrever. Pela tarde também haverá um "aulão", de 14h às 18h. E para garantir ao maior número possível de estudantes paraenses o acesso às aulas, o projeto terá ainda um programa semanal ao vivo a ser exibido pela TV Cultura no mês de setembro.

“O Pro Paz Enem vem cumprir um compromisso do governo do Estado com a juventude e contribuir para que esses jovens realizem o sonho de ingressar em uma instituição de ensino superior ou obtenham a certificação do Ensino Médio. Em 2015 contamos com quase mil alunos aprovados em universidades do estado e este ano esperamos aumentar este número”, afirmou Jorge Bittencourt, presidente da Fundação Pro Paz.

A secretária estadual de Educação, Ana Cláudia Hage, ressalta a importância da parceria com o Pro Paz. Ela lembra que os aulões são ofertados por área de conhecimento, possibilitando aos estudantes rever e avaliar os conteúdos curriculares. A Seduc trabalha também por meio da realização de simulado como instrumento de avaliação, seguindo o modelo de avaliação previsto pelo Enem. "As escolas de Ensino Médio já vem realizando desde o primeiro semestre estes simulados. Em alguns estabelecimentos de ensino, como a Escola Augusto Meira, esses simulados entraram pelo mês de julho, o que mostra que os alunos estão muito focados", ressalta.

Segundo a secretária, esse foco deve ser mantido pela oportunidade concreta de acesso ao ensino superior que representa e também porque permite a certificação do Ensino Médio aos estudantes que estão na 1ª ou 2ª série, que completarão 18 anos no dia do exame e atinjam a pontuação exigida no Enem. As provas do Exame Nacional do Ensino Médio serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro.
(Com colaboração da Ascom Seduc)
Por Nathalia Petta - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário