sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Campanha de Multivacinação começa na segunda-feira

Começa na próxima segunda-feira, 19, a Campanha Nacional de Multivacinação, que tem o objetivo de atualizar o esquema vacinal de menores de cinco anos, crianças de nove anos e adolescentes de 10 a 15 anos incompletos. A campanha será realizada em todo o País, até o dia 30 de setembro, e o chamado Dia D, de maior mobilização, será no dia 24. A ação pretende reduzir o número de não imunizados e aumentar a cobertura vacinal desse público, atualizando a prevenção contra 14 doenças. O Ministério da Saúde, em conjunto com as secretarias estaduais e municipais, orienta os pais e responsáveis para que levem as crianças da família aos postos, a fim de verificar se o Cartão de Vacinação está em dia.

A coordenadora de Imunização da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Jaíra Ataíde, explica que não há metas específicas a serem alcançadas na campanha, pois a vacinação é seletiva, uma vez que a caderneta de saúde será avaliada e o esquema vacinal atualizado de acordo com a situação encontrada. O Dia D será promovido em um sábado, quando as salas de vacinação estarão em postos e unidades de saúde e em escolas, facilitando o comparecimento daqueles que não tem disponibilidade de tempo durante a semana.

De forma específica, a campanha de multivacinação quer resgatar as vacinas em atraso nos menores de cinco anos de idade; vacinar adolescentes com a triviral, que previne sarampo, caxumba e rubéola; vacinar meninas de 9,10,11, 12 e 13 anos com a vacina HPV; imunizar adolescentes de 14 anos, com a garantia de fazer a segunda dose da vacina HPV D2 antes dos 15 anos, e implantar a vacina oral da pólio bivalente (soro tipo 1,3) na rotina, com primeiro reforço aos 15 meses e o segundo reforço aos quatro anos.

“A campanha engloba as vacinas da rotina, que constam no cartão, e queremos reforçar a prevenção. Alguns estados tiveram surto de caxumba em adolescentes, que é um público mais difícil de alcançar, então queremos evitar um surto. A vacina é justamente para isso, para chegar antes da doença. 

Também queremos melhorar a cobertura de meninas imunizadas contra o HPV”, afirmou Ataíde. Do público total de 360 mil meninas no Estado, somente 42% já estão vacinadas, o que corresponde a pouco mais de 150 mil. Para essa vacina, o Pará recebeu 174 mil doses. Para a triviral, foram enviadas 90 mil doses.

Para as demais vacinas, os estoques dos municípios receberam o dobro do que é enviado normalmente todo mês. As doses extras para a campanha já foram enviadas pelo Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde ao Pará. Coube à Sespa distribuí-las aos 144 municípios paraenses que, de fato, executam a campanha por meio das secretarias municipais de saúde, e têm nas unidades básicas os principais locais de referência para a aplicação de doses.

Ainda de acordo com a Sespa, estarão envolvidos na mobilização no Pará 6.800 trabalhadores, entre profissionais de saúde e da área técnico-administrativa, além de 450 carros, 32 barcos, 16 voadeiras e 29 motocicletas. No território paraense serão 1.100 postos, dos quais 810 fixos, como as unidades de saúde, e 290 volantes, dos quais 62 fluviais, que estarão disponíveis para aplicação das vacinas exclusivamente no Dia D de Mobilização Nacional. (O Liberal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário