terça-feira, 20 de setembro de 2016

Campanha do Hospital Regional de Santarém trabalha na melhoria da eficácia da comunicação

Em setembro, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) tem intensificado a segunda meta da “Campanha de Segurança do Paciente”, que trata especificamente sobre a eficácia da comunicação. O objetivo é estabelecer processos que garantam essa melhoria na comunicação verbal, direta ou por telefone, nos relatos de resultados críticos de exames de diagnóstico e durante a passagem de plantão da equipe assistencial ou transferência de pacientes.
 A campanha conta com palestras e dinâmicas que são realizadas em todos os setores da unidade que fazem uso da comunicação verbal para estabelecer processos. “A Meta 2 trabalha diretamente para melhorar a eficácia da comunicação e torná-la efetiva entre todos os profissionais que tem contato direto e indireto com o paciente. O objetivo é que tenhamos processos e trabalhemos com essas metas para melhorar a eficácia de comunicação com todos os prestadores de cuidado”, explica a assessora de Qualidade, Veruska Ramalheiro.

O HRBA trabalha com duas ferramentas para garantir a comunicação correta. O método Isbar e o Read Back. O Isbar é uma metodologia que consiste no preenchimento de cinco critérios: introdução (fase em que se faz a identificação do colaborador e do paciente); situação (o que está acontecendo no presente momento); breve histórico (dados e informações pertinentes ao problema em curso); avaliação (a causa e gravidade do problema); recomendação (o que deve ser feito para corrigir o problema).

O Read Back é o processo utilizado mais em informações por telefone, em que a pessoa ouve a informação, anota e lê de volta para quem está na linha, confirmando se está correto. “Esses métodos são importantes para garantir que essa comunicação realmente seja efetiva e, assim, conseguir diminuir sempre os riscos assistenciais que possam vir a acontecer com o paciente”, diz Veruska.

A farmacêutica Juliana Petry afirma que é importante trabalhar em um hospital que preza pela segurança do paciente e qualidade dos processos assistenciais. “Essa campanha é muito boa pelas informações que estão sendo repassadas para garantir também a eficácia do processo. É fundamental trabalhar as metas para que não se perca o foco do processo, para que todos os profissionais falem a mesma linguagem, que exerçam suas atividades em cima desses métodos que são muito importantes”.

Campanha de Segurança do Paciente
O lançamento da campanha aconteceu no final de junho, com a realização do “Workshop de Segurança do Paciente e Processos da Qualidade”. Em julho, a unidade abordou a Meta 1, que se traduz na identificação correta do paciente. Agora foi a vez da Meta 2, que está sendo trabalhada ao longo do mês de setembro. As outras cinco metas definidas pela unidade, em consonância com o exigido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), serão aplicadas até 2017. O propósito é atingir todos os colaboradores da unidade.

Hospital
Gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o HRBA é uma unidade pública e gratuita pertencente ao Governo do Estado. O hospital é referência para mais de 1,1 milhão de pessoas residentes em 20 municípios do Oeste do Pará.
 (Joab Ferreira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário