sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Mais de 27 mil pessoas farão o concurso da Polícia Civil neste domingo

No próximo domingo, 11, mais de 27 mil candidatos, de um total de 42.159 inscritos, concorrerão a uma das 400 vagas do concurso da Polícia Civil do Pará (PCPA) para os cargos de investigador, escrivão e papiloscopista, que a Secretaria de Estado da Administração e a PCPA, sob a organização da Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab), promovem nas cidades de Belém, Marabá, Santarém e Altamira. As provas objetivas serão aplicadas, das 8h30 às 13h30, em 804 salas de 65 unidades de ensino das quatro cidades, com os portões abrindo às 7h10. Outras 14.508 pessoas farão provas para o cargo de delegado somente no próximo dia 25.

O Governo do Estado, com a realização deste concurso, somado ao do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, que está em fase final do processo e o da Polícia Militar do Estado, que realizou provas em julho, aumentará o efetivo da segurança pública no Pará em 3.174 vagas em cargos de nível médio e superior.

O certame atraiu a atenção de pessoas do Brasil inteiro. Do total de inscritos, 20.125 são do Pará. Destaque para os estados do Maranhão, com 1.441 inscritos, Tocantins (957) e Goiás (794).

Belém registrou o maior número de candidatos inscritos, aproximadamente 19 mil, seguida de Marabá (5.900), Santarém (3.078) e Altamira (757). Na capital do Estado, serão utilizadas 501 salas em 23 unidades de ensino, nelas 11.409 candidatos concorrerão a uma das 300 vagas ofertadas para investigador, as 180 vagas de escrivão serão disputadas por 5.323 inscritos e 1.196 pessoas buscarão conquistar uma das 20 vagas para papiloscopista. 

O local com maior quantidade de inscritos é o Campus Profissional da Universidade Federal do Pará (UFPA), no bairro Guamá, que terá a presença de 805 concorrentes. A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Dr. Justo Chermont”, no bairro Pedreira, concentrará 773 concorrentes.

Dos candidatos que farão prova em Marabá, no sudeste paraense, 4.291 concorrem a investigador; 1.347 a escrivão e 262 a papiloscopista. Os candidatos realizarão as provas em 190 salas de 24 unidades de ensino do município. A Escola Estadual de Ensino Médio “Professor Anísio Teixeira”, no bairro Cidade Nova, concentrará 448 concorrentes, o maior número de inscritos na cidade, seguida da Escola Estadual de Ensino Médio “Dr. Gaspar Vianna”, na Nova Marabá, com 350 candidatos.

Localizada no oeste do Estado, Santarém utilizará 87 salas em oito unidades de ensino. Mais de duas mil pessoas farão prova para investigador; 802 para escrivão e 256 para pailoscopista. As unidades Rondon e Amazônia da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) terão 680 e 624 candidatos fazendo prova, respectivamente.

Com provas em 26 salas de duas unidades de ensino, Altamira, no sudoeste paraense, terá 485 inscritos fazendo prova para investigador; 237 para escrivão e 35 para papiloscopista. O campus Universitário da UFPA da cidade, no bairro São Sebastião, com 485 concorrentes e a Escola Municipal de Ensino Fundamental “Dr. Octacílio Lins”, no Jardim Independente I, com 272 candidatos, abrigarão as 757 pessoas que farão prova no município.

Segurança
Em reunião na manhã desta sexta-feira, 9, na Sead, com membros da comissão do concurso, juntamente com a secretária Alice Vianna, o delegado geral da Polícia Civil do Pará, Rilmar Firmino, e representantes da Procuradoria Geral do Estado (PGE), a Funcab passou por uma avaliação global das soluções de segurança que serão utilizadas para garantir o bom andamento do processo.

A organizadora do certame garantirá a segurança com o uso de detectores de metais, coleta de impressões digitais nas provas, de maneira a eliminar qualquer possibilidade de cola, além do acautelamento de armas em todos os locais de prova. Serão aproximadamente três mil profissionais treinados, entre coordenadores, assessores, fiscais, médicos, advogados e motoristas, trabalhando nas quatro cidades onde as provas serão aplicadas.

“Faremos o papel de coordenadores e estaremos volantes em todos os locais de aplicação de prova. Acompanhando de perto e solucionando os problemas que surgirem. Também já iniciamos os treinamentos de todo o pessoal que irá trabalhar no concurso. Além disso, realizamos vistorias e reuniões para que tudo saia como planejado”, assegurou a diretora presidente da Funcab, Rosana Nobre.

Para unificar a tomada de decisões, a PC em conjunto com a Sead, Polícia Militar do Estado e Polícia Federal estarão com um Gabinete de Gestão em cada um dos municípios onde haverá provas. Em Belém, será na Delegacia Geral de Polícia, no bairro Nazaré. 

A Polícia Civil também colocou à disposição o serviço de rastreamento de telefones, que auxiliará no combate ao uso indevido de equipamentos eletrônicos e tem monitorado a circulação de informações, através da ação da Delegacia de Crimes Virtuais. A área de inteligência dos órgãos estará em alerta máximo para evitar qualquer ocorrência.

“Nos planejamos para realizar o concurso dentro da máxima tranquilidade, assegurando aos cidadãos que se inscreveram um processo seletivo transparente, correto e seguro, com a maior lisura possível, dentro daquilo que a sociedade espera de nós, com organização e profissionalismo”, afirmou a secretária Alice Viana.

O delegado geral reforçou a integração entre os órgãos como um fator importante do andamento do concurso até agora. “Temos tomado todas as medidas necessárias. Faremos a escolta das provas, juntamente com a Funcab e a PM e no dia das provas nossas equipes já estão definidas para atuar no acautelamento e também na segurança dos locais e proximidades”, garantiu Rilmar Firmino.

Remuneração
Para todas as carreiras será necessário ter curso superior, com exigência de bacharelado em direito para delegado. As remunerações, atualizadas, serão de R$ 5.204,05 para investigador, escrivão e papiloscopista; e de R$ 12.250,00 para delegado, com acréscimo de auxílio alimentação no valor de R$ 650,00 para todos os cargos.

A organização do certame lembra que os candidatos lotados em unidades escolares na avenida Perimetral e proximidades da avenida Bernardo Sayão, no bairro Guamá, em Belém, devem atentar para obras que vêm sendo executadas nas duas vias, inclusive com interdição de alguns trechos, para que procurem chegar o mais cedo possível. A orientação é válida também para as demais cidades. Outro alerta dos organizadores é para que os candidatos sempre busquem informações do concurso na página de acompanhamento no site da Funcab: http://www.funcab.org.

A Sead chama a atenção dos candidatos inscritos para que leiam o edital na íntegra e atentem para as seguintes recomendações:
O candidato deverá comparecer ao local de realização da Prova Objetiva, portando documento oficial e original de identificação, com antecedência mínima de uma hora do horário estabelecido para o fechamento dos portões.

O candidato deverá, ainda, obrigatoriamente, levar caneta esferográfica de tinta azul ou preta, fabricada em material transparente, não podendo utilizar outro tipo de caneta ou material.
Após entrar em sala, não será admitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, nem a utilização de livros, dicionários, códigos, papéis, manuais, impressos ou anotações, agendas eletrônicas ou similares, telefone celular, smartphones, tabletes, iPod®, ipad, pendrive BIP, walkman, gravador ou similares, máquina de calcular, MP3, MP4 ou similares, notebook, palmtop, receptor, máquina fotográfica ou similares, controle de alarme de carro ou qualquer outro receptor de mensagens, nem o uso de relógio de qualquer forma, material ou especificação, óculos escuros ou quaisquer acessórios de chapelaria, tais como: chapéu, boné, gorro, etc. Também não será admitida a utilização de qualquer objeto/material, de qualquer natureza, que cubra a orelha ou obstrua o ouvido, ou de lápis, borracha ou corretivo.

O candidato só pode sair do local das provas duas horas após o início da etapa e ele não pode levar o Boletim de Questões, que será divulgado no site da Funcab no dia seguinte às provas, juntamente com o gabarito preliminar.
Por Mário Costa - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário