sábado, 24 de setembro de 2016

Professores de Santarém e Marabá concluem formação para melhorar o ensino médio

A formação do Projeto Aprender Mais Ensino Médio foi encerrada ontem sexta-feira (23), nos municípios de Marabá (na região sudeste) e Santarém (no oeste). O objetivo do projeto, que deve ser implantado nas escolas públicas estaduais em outubro, é melhorar o desempenho dos alunos que apresentam lacunas de aprendizagem nas disciplinas Língua Portuguesa e Matemática, por meio da recuperação de conteúdos básicos para o avanço no ensino médio.

O projeto utilizará a metodologia Entre Jovens, uma das ferramentas pedagógicas adotadas no Projeto Jovem de Futuro, criada pelo Instituto Unibanco, que busca corrigir as falhas na aprendizagem de Língua Portuguesa e Matemática, para que os jovens tenham a oportunidade de rever e aprender conhecimentos necessários para novas etapas da formação educacional. A metodologia inclui oficinas de aprendizagem, realizadas por estagiários de nível superior e nível médio, que atuarão com os alunos do 1º e 3º ano do ensino médio, no contraturno.

Nesse primeiro momento, a formação é destinada a diretores, técnicos e professores de Língua Portuguesa e Matemática, que integrarão as equipes gestoras do projeto dentro das escolas. Em seguida, esses gestores capacitarão os estagiários que trabalharão com os estudantes do Ensino Médio.

O projeto contribuirá para reduzir os índices de reprovação, retenção e evasão escolar dos alunos desse nível de ensino, melhorando o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e do Sistema Paraense de Avaliação Escolar (SisPAE), ajudando também na preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Meta de atendimento - O “Aprender Mais Ensino Médio” está dividido em três ciclos, com a meta de atingir 34.620 estudantes da Região Metropolitana de Belém e interior. Para Hilda Cunha, líder do projeto, a ação é muito importante por se tratar de uma proposta pedagógica que visa desenvolver a proficiência dos alunos da rede pública estadual do Pará.

“O aluno terá a oportunidade de desenvolver as bases necessárias, competências e habilidades em Português e Matemática, que não foram plenamente desenvolvidas no ensino fundamental. Assim, o desempenho dos alunos no prosseguimento dos seus estudos dar-se-á de forma mais significativa, pois suas dificuldades já não perpassarão por entraves hoje existentes, resultando em alunos preparados para uma avaliação de larga escala, melhorando os índices dos nossos indicadores”, destacou a coordenadora.

As formações do “Aprender Mais Ensino Médio” foram realizadas em quatro polos: Polo Belém I, com gestores das escolas da Região Metropolitana de Belém, nos dias 1º e 2 de setembro; no Polo Belém II, nos dias 14 e 15 de setembro, com gestores de escolas dos municípios de Tracuateua, Moju, Abaetetuba, Igarapé-Miri, Tailândia, São Miguel do Guamá, Maracanã, Bonito, Ourém, Primavera, Salinópolis, Paragominas, Salvaterra e Curralinho, e nos polos de Santarém e Marabá nos dias 22 e 23.

Participaram da formação em Marabá a técnica Rosidéa Cantuária, e Giovani Rocha, do Escritório de Projetos. Já em Santarém, o coordenador do Ensino Médio, Francisco dos Anjos, foi um dos palestrantes e formadores.
Por Eliane Cardoso - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário